Comece com pouco! Passo a passo para investir até R$ 100 no Tesouro Direto

Para quem deseja investir, é possível realizar a operação mesmo com pouco dinheiro. Uma das possibilidades de aplicação acontece por meio do Tesouro Direto. Entenda como investir até R$ 100 no Tesouro Direto, conforme informado pelo economista César Esperandio, do UOL.

Comece com pouco! Passo a passo para investir até R$ 100 no Tesouro Direito
Comece com pouco! Passo a passo para investir até R$ 100 no Tesouro Direito (Imagem: Montagem/FDR)

O Tesouro Direto é um Programa do Tesouro Nacional. Ele foi desenvolvido em parceria com a B3 para venda de títulos públicos federais para pessoas físicas. A operação acontece de forma totalmente online.

Este programa foi criado com o intuito de democratizar o acesso aos títulos públicos. Os investimentos podem ser feitos a partir de R$ 30. O Tesouro oferece títulos com diferentes tipos de rentabilidade, distintos prazos de vencimento e diferentes fluxos de remuneração.

Passo a passo para investir até R$ 100 no Tesouro Direto

  • Abra a conta em alguma corretora:

Esperandio afirma que grande parte das corretoras não cobra taxa de abertura ou manutenção da conta. A maioria também não cobra para aplicar em Tesouro Direto. O investimento pode ser por meio da plataforma do Tesouro Direto ou plataforma da corretora.

  • Invista no Tesouro Direto:

Para realizar a aplicação, a pessoa deve se cadastrar na plataforma e decidir pelo título de preferência. O economista explica que a pessoa adiciona o título ao carrinho de compra.

Ao digitar o valor que investirá, há duas opções: investir “agora” ou “agendar” — que possibilita agendar aportes mensais. Ao realizar isso, será preciso indicar na plataforma de qual corretora o dinheiro sairá.

Por meio da conta da corretora, o Tesouro Direto busca a quantia para realizar o investimento que deixou agendado mensalmente. Para saber quais são os valores mínimos nos investimentos, basta acessar a plataforma do Tesouro Direto.

  • O dinheiro precisa estar na conta da corretora:

Para que o investimento aconteça, no dia do agendamento, o valor precisa estar disponível na conta da corretora. Para isso, há a possibilidade de programar uma transferência automática do banco para a conta da corretora.

O economista ainda destaca que o usuário não pode esquecer de transferir a quantia para a conta da corretora com um dia de antecedência — da data agendada para o investimento.

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Silvio Souza
Silvio Suehiro Souza é formado em Comunicação Social - Jornalismo pela Universidade de Mogi das Cruzes (UMC). Desde 2019 dedica-se à redação do portal FDR, onde tem acumulado experiência e vasto conhecimento na área ligada a economia, finanças e investimentos. Além disso, Silvio produz análises sobre produtos e serviços financeiros, sempre prezando pela imparcialidade e informações confiáveis.