WhatsApp será cancelado em alguns aparelhos e empresas podem ser prejudicadas

O principal aplicativo de troca de mensagens no Brasil, o WhatsApp deixou de ser compatível com o sistema operacional Android 4.0.4 e versões anteriores no início desta semana. Para continuar utilizando o serviço, é preciso que os usuários atualizem o celular ou passem a utilizar sua conta em um aparelho com uma versão mais recente do sistema operacional do Google.

No site do aplicativo, já constava a informação do fim do suporte em celulares antigos. “A partir do dia 1º de novembro de 2021, o WhatsApp não será mais compatível com aparelhos Android com o sistema operacional 4.0.4 e versões anteriores”, disse o aviso.

Sendo assim, a partir deste mês, o WhatsApp só funcionará em:

  • Celulares com Android 4.1 e mais recentes
  • iPhones com iOS 10 e mais recentes
  • Alguns modelos com KaiOS 2.5.1 e mais recentes

Ao ser procurado pelo Portal G1, o WhatsApp afirmou que a maneira como as pessoas utilizam os dispositivos é alterado de forma constante, e por conta disso, o aplicativo faz a revisão de hardware e software antigos para retirar o suporte para sistemas com menos usuários.

“É uma prática padrão para empresas de tecnologia não manter o suporte para modelos de hardware e software mais antigos e cada vez menores, por tempo indeterminado, a fim de usar esses recursos para oferecer suporte a sistemas operacionais novos e em crescimento”, afirmou o WhatsApp.

O Android 4.0.4, chamado de Ice Cream Sandwich, foi lançado em dezembro de 2011 pelo Google. Após ele, foi a vez do Android 4.1 (Jelly Bean), liberado em julho de 2012. Atualmente, a empresa trabalha com o Android 12.

WhatsApp

WhatsApp é um aplicativo multiplataforma de mensagens instantâneas e chamadas de voz para smartphones. Além de mensagens de texto, os usuários podem enviar imagens, vídeos e documentos em PDF, além de fazer ligações grátis por meio de uma conexão com a internet.

No Brasil, a troca de mensagens instantâneas é um dos principais usos dos aparelhos móveis, como celulares ou smartphones: 83,3% dos lares monitorados pela Kantar disseram usar aplicativos de mensagens instantâneas em 2016, aumento de 9,8 pontos percentuais em relação ao ano anterior.

Como as empresas serão prejudicadas?

Hoje, a relação com o cliente se expandiu para as redes sociais, e desde as pequenas até as grandes empresas utilizam do WhatsApp, Instagram e Facebook para aumentar suas vendas. 

O pequeno negócio que preferiu utilizar um aparelho menos tecnológico para as conversas digitais. E até mesmo, para evitar que o telefone particular se confunda com o empresarial, poderá ter problemas a partir de agora.

Por isso, os empresários devem se atentar ao sistema operacional do seu aparelho. E se confirmado que este é incompatível com o liberado, as empresas deverão trocar de celular para conseguir manter as conversas e vendas online.

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Paulo Amorim
Paulo Henrique Oliveira é formado em Jornalismo pela Universidade Mogi das Cruzes e em Rádio e TV pela Universidade Bandeirante de São Paulo. Atua como redator do portal FDR, onde já cumula vasta experiência e pesquisas, produzindo matérias sobre economia, finanças e investimentos.