O que os caminhoneiros pretendem com paralisação no Rio de Janeiro

Nesta quinta-feira (21), caminhoneiros que transportam combustíveis realizaram uma paralisação no Rio de Janeiro. Na região de Campos Elíseos, em Duque de Caxias, os condutores fecharam o acesso de outros caminhões a bases de abastecimento.

O que os caminhoneiros pretendem com paralisação no Rio de Janeiro
O que os caminhoneiros pretendem com paralisação no Rio de Janeiro (Imagem: Montagem/FDR)

Segundo o Sindicato do Comércio Varejista de Combustíveis (Sindcomb), os caminhoneiros não bloquearam o acesso às bases para se posicionar contra as distribuidoras.

O motivo do ato foi para protestar contra o aumento no valor do preço do diesel e a política de preços da Petrobras — que está atrelada às variações do mercado internacional. De acordo com a entidade, as bases fecharam as unidades para evitar depredações.

Geralmente, as quintas-feiras são dias em que os caminhões-tanque coletam combustíveis nas bases. Com isso, estes veículos prosseguem para abastecer os postos para o fim de semana.

A Polícia Militar do Rio de Janeiro afirmou que o bloqueio foi realizado de forma pacífica. Não houve registro de apreensões ou prisões.

Nesta região, onde aconteceu a mobilização, há bases de abastecimento das principais distribuidoras de combustíveis. Como exemplos, estão o grupo Ultra, Ipiranga, Raízen (administrada pela Shell e Cosan) e Vibra (antiga BR Distribuidora).

Bolsonaro anuncia um auxílio aos caminhoneiros em meio à paralisação no Rio de Janeiro

Também nesta quinta-feira (21), o presidente Jair Bolsonaro anunciou que pagará um auxílio de R$ 750 mil a caminhoneiros autônomos. Ele alega que “através deles que as mercadorias, alimentos, chegam aos quatro cantos do país”.

A medida tem o intuito de compensar a alta do diesel. Conforme dados da FreteBras, o valor do diesel teve elevação de 37,25% em agosto, na comparação com o mesmo mês do ano passado.

Bolsonaro não indicou qual seria a fonte dos recursos. Apesar disso, ele declarou que os números serão informados nos próximos dias. O discurso aconteceu durante cerimônia de inauguração do Ramal do Agreste em Sertânia, em Pernambuco.

Além da situação presenciada no Rio de Janeiro, caminhoneiros planejam realizar uma paralisação de maior escala no próximo dia 1º de novembro. A greve está prevista para acontecer caso as reivindicações da categoria não sejam atendidas pelo governo.

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Silvio Souza
Silvio Suehiro Souza é formado em Comunicação Social - Jornalismo pela Universidade de Mogi das Cruzes (UMC). Desde 2019 dedica-se à redação do portal FDR, onde tem acumulado experiência e vasto conhecimento na área ligada a economia, finanças e investimentos. Além disso, Silvio produz análises sobre produtos e serviços financeiros, sempre prezando pela imparcialidade e informações confiáveis.