Fatores que influenciam no valor mais alto do seu botijão de gás e você não sabia!

No último sábado (9), o preço do botijão de gás teve um novo reajuste pela Petrobrás. A alteração reflete no aumento de 7,22%. Com isso, o preço médio teve aumento de R$ 3,60 para R$ 3,86 por kg, o que correspondente a R$ 50,15 no botijão de 13 kg.

O último reajuste no preço do botijão de gás de 13kg tem como justificativa apresentada pela Petrobras à intenção de evitar o desabastecimento do produto. Com isso, o item aumentou R$ 50,15.

Porém, há diversos fatores que influenciam no aumento do preço do gás de cozinha. Parte é determinada pela Petrobras e tributos federais, estaduais. Além disso, há os custos que tem relação à distribuição da mercadoria.

Outro fator é o preço do petróleo, já que o produto é derivado desse combustível. O preço do barril de petróleo aumentou em 40% desde o início do ano. Isso aconteceu devido à retomada do consumo mundial que havia sido afetado pela pandemia de Covid-19.

Por fim, o câmbio também afeta o preço do gás, já que o produto está sendo importado com a moeda desvalorizada. Com a desvalorização do real, diante da moeda americana, os custos da mercadoria são elevados.

Preço do botijão de gás

A Agência Nacional de Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP), realizou uma pesquisa sobre o preço do botijão de gás entre o período de 3 a 9 de outubro. De acordo com os dados analisados, o preço do produto já chegou a R$ 135.

O valor do botijão de gás mais caro foi identificado na cidade de Sinop, no Mato Grosso, região Centro-Oeste por R$ 135. O preço mais barato foi encontrado em Saquarema, no Rio de Janeiro, a R$ 74,00. Veja abaixo a média de valor do botijão por estado:

Centro-Oeste

  • Distrito Federal: R$ 114,99;
  • Mato Grosso: R$ 135,00;
  • Goiás; R$ 117,00;
  • Mato Grosso do Sul: R$ 105,00.

Nordeste

  • Ceará: R$ 110,00;
  • Rio Grande do Norte: R$ 110,00;
  • Sergipe: R$ 95,00;
  • Bahia: R$ 110,00;
  • Pernambuco: R$ 105,00;
  • Alagoas: R$ 96,00;
  • Paraíba: R$ 110,00;
  • Piauí: R$ 115,00;
  • Maranhão: R$ 95,00.

Norte

  • Amapá R$ 117,00;
  • Pará R$ 120,00
  • Roraima R$ 115,00;
  • Rondônia R$ 121,00;
  • Acre: R$ 120,00;
  • Amazonas: R$ 115,00;
  • Tocantins: R$ 115,00.

Sudeste

  • Minas Gerais: R$ 120,00;
  • Espírito Santo: R$ 110,00;
  • Rio de Janeiro: R$ 105,00;
  • São Paulo: R$ 120,00.

Sul

  • Santa Catarina R$ 120,00;
  • Paraná R$ 125,00;
  • Rio Grande do Sul R$ 125,00.

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Glaucia Alves
Gláucia Alves, formada em Letras-Inglês pela Universidade Federal Rural de Pernambuco (UFRPE). Foi professora por 8 anos. Em 2020 começou a trabalhar como corretora de redação. Atualmente, trabalha na equipe do portal FDR, produzindo conteúdo sobre economia e direitos da população brasileira, além de realizar consultoria de redação on-line.
×

Este cartão de crédito sem anuidade está selecionando pessoas para receber possível limite agora!

VER AGORA