Petrobras pode cortar 50% das exportações de petróleo no próximo mês diante do provável aumento de demanda

Durante o período da maior restrição por conta da pandemia, a Petrobras chegou a registrar recorde de exportação de petróleo. No entanto, com o afrouxamento do isolamento social e a proximidade do verão, deve haver redução pela metade nas exportações em dezembro. As informações foram apuradas pela Bloomberg.

Petrobras pode reduzir pela metade as exportações de petróleo m dezembro por conta do provável aumento de demanda
Petrobras pode reduzir pela metade as exportações de petróleo m dezembro por conta do provável aumento de demanda (Imagem: Sérgio Lima/Poder 360)
publicidade

A previsão da empresa petrolífera da exportação do petróleo para dezembro seria de redução entre 40% e 50%, em relação à média anual. Em comunicado, a empresa afirma planejar em maior escala nas 13 refinarias do Brasil. Isso seria por conta da diminuição das medidas de restrição.

Conforme a população tem aumentado o consumo e utilizado mais transportes, a demanda pelos combustíveis apresenta alta conjunta. Por conta disso, a Petrobras precisa ajustar o direcionamento do petróleo produzido.

Por outro lado, caso o país sofra com a segunda onda da covid-19, o fluxo de exportação pode aumentar novamente. Diversos países internacionais, que já tinham apresentado redução nos casos de infectados, estão sofrendo com a alta pela segunda onda.

Pelo Brasil, os resultados estão indicando redução no número de casos nos últimos dias.

Recorde de exportação na pandemia

Em abril deste ano, a Petrobras havia registrado recorde de exportação de petróleo. Foi enviado 1 milhão de barris por dia no mês. Anteriormente, a empresa tinha a quantidade máxima de 771 mil barris por dia, registrado em dezembro do ano passado.

O volume de exportação em abril foi 145% maior que o comerciado internacionalmente no mesmo período de 2019. Somente no primeiro trimestre deste ano, houve 25% mais exportação de petróleo, na comparação com o primeiro trimestre do ano passado.

Neste período, a maioria do petróleo exportado teve como destino a China. Cerca de 60% do total foi direcionado ao país asiático. Além deste país, a Petrobras teve como foco de comércio os mercados europeu, americano, indiano e asiático.

AvatarSilvio Souza
Silvio Suehiro Souza é formado em Comunicação Social - Jornalismo pela Universidade de Mogi das Cruzes (UMC). Possui experiência em produção textual e, atualmente, dedica-se à redação do portal FDR.