Bolsonaro pede fim do passaporte da vacina em todo Brasil; entenda os argumentos

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) declarou, na última quinta-feira (30), que o passaporte da vacina contra a Covid-19 é discriminatório. Além disso, defendeu o direito daqueles que recusam a vacinação.

Bolsonaro pede fim do passaporte da vacina em todo Brasil; entenda os argumentos
Bolsonaro pede fim do passaporte da vacina em todo Brasil; entenda os argumentos (Imagem: Eduardo Munhoz)

Assim como no discurso da Assembleia Geral da Organização das Nações Unidas, o presidente continua defendendo o fim do passaporte da vacina. Segundo ele, os brasileiros têm o direito de escolher tomar a vacina ou não.

O passaporte da vacina nada mais é que a requisição do comprovante de vacinação contra a Covid-19. O comprovante é exigido para ter acesso a locais fechados ou com uma grande quantidade de pessoas. Sem ter sido vacinado, Bolsonaro é contra essa proposta.

Em entrevista, o presidente reforçou que a imunização contra a Covid-19 não deve ser obrigatória. Ele argumentou que o governo federal fornece as vacinas para todos, mas que as pessoas devem ter a liberdade de escolher entre tomar ou não.

O chefe do Executivo afirmou também que o país está saindo da pandemia. Ele ainda tentou minimizar os problemas da inflação declarando que não é apenas um problema nacional, mas uma questão que todo o mundo está enfrentando.

Ele ressaltou que o declínio de 4% do Produto Interno Bruto (PIB) em 2020 é resultado dos problemas caudados pela crise sanitária. Além disso, o presidente foi otimista em relação a previsão de crescimento de 5,2% no PIB ainda para esse ano.

Bolsonaro também criticou os municípios que estão negando a presença na escola dos adolescentes que não estão imunizados. Ele afirmou que é inadmissível que prefeitos proíbam a matrícula de jovens que não estão vacinados.

O presidente argumentou ainda que as vacinas são, na maior parte, para o uso emergencial. E também que é preciso respeitar a liberdade uma vez que o governo é democrático. E completou afirmando que não se deve negar a liberdade em prol da segurança.

Enfim, Jair Bolsonaro terminou seu discurso reforçando a defesa da luta pela liberdade. Ele declarou que vivemos em um país livre e que, ao assumir a presidência, prometeu dar a vida por essa pátria. Além disso, afirmou que todos os brasileiros fariam o mesmo por essa liberdade de expressão.

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Glaucia Alves
Gláucia Alves, formada em Letras-Inglês pela Universidade Federal Rural de Pernambuco (UFRPE). Foi professora por 8 anos. Em 2020 começou a trabalhar como corretora de redação. Atualmente, trabalha na equipe do portal FDR, produzindo conteúdo sobre economia e direitos da população brasileira, além de realizar consultoria de redação on-line.
×

Este cartão de crédito sem anuidade está selecionando pessoas para receber possível limite agora!

VER AGORA