Santander ocupa 1ª posição nas liberações de empréstimo com imóvel de garantia

O Santander Brasil terminou o primeiro semestre do ano liderando o ranking de concessão de crédito pessoal com garantia de imóvel. A modalidade que é conhecida também como home Equity, respondeu por 26% do total de empréstimos no período.

Santander ocupa 1ª posição nas liberações de empréstimo com imóvel de garantia
Santander ocupa 1ª posição nas liberações de empréstimo com imóvel de garantia (Imagem: Marcelo Camargo/Agência Brasil)

Os financiamentos bateram R$608,7 milhões, registrando um crescimento de 31% nos seis primeiros meses de 2021. O saldo total em carteira da linha foi de R$2,7 bilhões no total, uma alta de 32%.

O Santander vem apostando bastante na modalidade home equity, que ainda não é muito difundida entre os consumidores, porém a popularidade está crescendo. A grande vantagem da modalidade são os juros menores, uma vez que o imóvel é utilizado como garantia.

O destino dos recursos é livre, podendo ir para investimento, pagamento de dívidas mais caras, viagens, compra de veículo, e muito mais.

Atrás do Santander, apareceu a Caixa Econômica, que deteve 20% do total de empréstimos nos seis primeiros meses do ano.

Na sequência vem o Itaú Unibanco (19%), Bradesco (10%), Creditas (9%), Barigui (8%), Inter (5%) e Banco do Brasil (1%), segundo o ranking da Associação Brasileira das Entidades de Crédito Imobiliário e Poupança (Abecip).

Santander recebe multa de R$ 50 milhões após práticas na pandemia

Em São Paulo, a Justiça do Trabalho deu ganho de causa ao Sindicato dos Bancários em uma ação contra o Santander. O banco multinacional recebeu uma multa de R$50 milhões em razão das demissões de funcionários em meio a pandemia do coronavírus.

De acordo com o sindicato, o Santander demitiu 3.220 empregados no ano passado, mesmo após ter garantido que não iria cortar pessoal. O banco ainda suspendeu gratificações de sindicalistas e membros da comissão de segurança no trabalho, cortando  os salários em 55%.

No entendimento do juiz Jeronimo Azambuja Franco Neto, da 60ª Vara do Trabalho de São Paulo, a prática do banco foi antissindical. A decisão foi publicada na semana passada.

Foi incluída na ação, uma postagem feita nas redes sociais de Igor Puga, diretor de marketing do Santander, em que ele acusa parte dos empregados de oportunismo e diz que alguns queriam ser demitidos para receber indenização.

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Paulo Amorim
Paulo Henrique Oliveira, formado em Jornalismo pela Universidade Mogi das Cruzes e em Rádio e TV pela Universidade Bandeirante de São Paulo, atua como do redator do portal FDR produzindo matérias sobre economia em geral e também como repórter do site Aparato do Entretenimento cobrindo o mundo da TV e das artes.
×

Este cartão de crédito sem anuidade está selecionando pessoas para receber possível limite agora!

VER AGORA