Nova taxa de juros é decidida em reunião do Copom; entenda impactos

Nesta quarta-feira (22), o Comitê de Política Monetária (Copom) do Banco Central subiu a taxa Selic em 1 ponto percentual. Com isso, a nova taxa de juros está a 6,25% ao ano. Este é o maior patamar desde julho de 2019, quando o patamar estava em 6,5% ao ano.

Nova taxa de juros é decidida em reunião do Copom; entenda impactos
Nova taxa de juros é decidida em reunião do Copom; entenda impactos (Imagem: Marcello Casal Jr/Agência Brasil)

A decisão recente foi decidida por unanimidade. A medida já era esperada pelos analistas financeiros. De março a junho deste ano, o Copom tinha aumentado a taxa em 0,75 ponto percentual. Já no começo de agosto, o Banco Central passou a subir o patamar em 1 ponto a cada reunião.

Para a próxima reunião, está prevista uma nova elevação de “mesma magnitude”. Sendo assim a taxa Selic deve chegar, daqui seis semanas, a 7,25% ao ano. Com isso, este seria o maior percentual desde dezembro de 2017, quando estava em 7,5%.

Vale destacar que, neste ano, a meta da inflação do BC é de 3,75% — com tolerância de 1,5 ponto percentual para cima ou para baixo. A inflação medida pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) acumula 9,68% em 12 meses, até agosto.

Impactos da nova taxa de juros

A taxa Selic funciona com um instrumento para controlar a inflação oficial ou buscar estimular a economia. No geral, quando a inflação está alta — como atualmente —, o Banco Central eleva os juros para diminuir o consumo e forçar os preços a diminuir.

Por ser a taxa básica da economia, a Selic tem sido referência para outras taxas de juros — financiamentos — e para remunerar investimentos que são corrigidos por ela.

Por exemplo, ao considerar a caderneta de poupança, a rentabilidade aumentou de 3,68% ao ano para 4,38% ao ano. Outras aplicações financeiras em renda fixa também passam a melhorar os ganhos. Por outro lado, o crédito se torna mais caro — de forma a desestimular o consumo e a produção.

A cada 45 dias, o Copom faz uma nova reunião. No primeiro dia de encontro, acontece as apresentações técnicas acerca da evolução, projeções econômicas do Brasil e mundo, e o comportamento do mercado financeiro. Já no segundo dia, os membros analisam as possibilidades e estabelecem a taxa Selic.

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Silvio Souza
Silvio Suehiro Souza é formado em Comunicação Social - Jornalismo pela Universidade de Mogi das Cruzes (UMC). Possui experiência em produção textual e, atualmente, dedica-se à redação do FDR produzindo conteúdo sobre economia.
×

Este cartão de crédito sem anuidade está selecionando pessoas para receber possível limite agora!

VER AGORA