COVID-19: Prefeituras e governos tomam à frente de vacinação de adolescentes

Na semana passada, o Ministério da Saúde recomendou a suspensão da vacinação de adolescentes de 12 a 17 anos. Porém, algumas cidades e estados decidiram ir contra a decisão da pasta e continuar com a imunização desta faixa etária.

Prefeituras e governos estaduais tomam à frente de vacinação dos adolescentes
Prefeituras e governos estaduais tomam à frente de vacinação dos adolescentes (Imagem: Prefeitura de Suzano)

A vacinação em adolescentes de 12 a 17 anos foi autorizada pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Avisa) com o imunizante fabricado pela Pfizer. O recebimento da dose só deve acontecer com o acompanhamento e autorização do responsável.

Porém, após alguns lugares já terem iniciado a aplicação da vacina contra a Covid-19 nos adolescentes, o Ministério da Saúde recomendou a suspensão. A orientação é que apenas os adolescentes com deficiência, comorbidades ou privados de liberdade recebam o imunizante.

Contrariando a decisão, pelo menos, 10 capitais manterão a imunização desta faixa etária. As capitais que decidiram manter a vacinação dos adolescentes de 12 a 17 sem comorbidades foram:

  • São Paulo (SP);
  • Rio de Janeiro (RJ);
  • Aracaju (SE);
  • Goiânia (GO);
  • Manaus (AM);
  • Rio Branco (AC);
  • Vitória (ES);
  • Porto Alegre (RS);
  • Recife (PE);
  • Porto Velho (RO).

O governo do Distrito Federal, Ibaneis Rocha (MDB), confirmou que a imunização dos adolescentes entre 14 até 17 anos irá continuar no estado. No entanto, será suspensa a vacinação para os jovens de 13 anos.

As capitais Macapá (AP) e São Luís (MA) já imunizaram todos os adolescentes. Cinco capitais suspenderam a vacinação desta faixa etária: Salvador (BA), Natal (RN), Belém (PA), Campo Grande (MS), Maceió (AL), Manaus (AM).

Por enquanto, cinco capitais não deram início à vacinação dos jovens com menos de 18 anos sem comorbidades. São elas: Teresina (PI), Belo Horizonte (MG), Cuiabá (MT), Curitiba (PR) e João Pessoa (PB).

A Sociedade Brasileira de Pediatria (SBP) divulgou nota, na última sexta-feira (17), na qual defende à vacinação contra a covid-19 em todos os adolescentes. A entidade afirmou que a faixa etária não está isenta das formas graves da doença, assim como de suas sequelas.

Até o momento, já foram registradas 2.416 mortes por covid-19 entre os adolescentes. Na nota, a entidade explica que, apesar de menor ocorrência da doença entre adolescentes, o grupo não é imune. Por esse motivo,  deve ser realizado o controle da transmissão entre toda a população.

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Glaucia Alves
Gláucia Alves, formada em Letras-Inglês pela Universidade Federal Rural de Pernambuco (UFRPE). Foi professora por 8 anos. Em 2020 começou a trabalhar como corretora de redação. Atualmente, trabalha na equipe do portal FDR, produzindo conteúdo sobre economia e direitos da população brasileira, além de realizar consultoria de redação on-line.
×

Este cartão de crédito sem anuidade está selecionando pessoas para receber possível limite agora!

VER AGORA