Como pronunciamento de Bolsonaro em atos políticos interfere no mercado financeiro?

Nesta terça-feira (8), depois de ataques do presidente Jair Bolsonaro ao Supremo Tribunal Federal (STF), houve mais cautela no mercado financeiro. O dólar fechou em forte alta. Já a B3 registrou queda considerável. Entenda como pronunciamento de Bolsonaro em atos políticos interfere no mercado financeiro.

Como pronunciamento de Bolsonaro em atos políticos interfere no mercado financeiro?
Como pronunciamento de Bolsonaro em atos políticos interfere no mercado financeiro? (Imagem: Alan Santos/PR)

O dólar fechou nesta quarta-feira (8) fechou com alta de 2,93%, vendida a R$ 5,3276. Esta foi a maior elevação desde o dia 24 de junho de 2020, quando foi registrada uma variação de 3,36%. Além disso, o valor no fechamento foi o maior desde o dia 23 de agosto deste ano, quando estava a R$ 5,3802.

Já a B3 apresentou diminuição de 3,78%, a 113.413 pontos. A redução recente representa a maior queda desde o dia 8 de março. Na ocasião, o STF havia anulado as condenações do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

Pronunciamento de Bolsonaro na celebração de 7 de setembro

Na manhã desta terça-feira (7), ao participar de um ato em Brasília, Jair Bolsonaro fez ameaças ao presidente do STF, Luiz Fux. Já pela tarde, em São Paulo, o presidente afirmou que não respeitará “qualquer decisão” do ministro Alexandre de Moraes.

Na Avenida Paulista, Bolsonaro pediu a saída do magistrado. Este evento na capital paulista contou com aproximadamente 125 mil pessoas, de acordo com a Polícia Militar.

No entendimento de juristas consultados pelo UOL, a declaração contra Moraes representa um crime de responsabilidade — por desrespeito contra outros Poderes. Diante do ocorrido, diversos partidos passaram a discutir um possível impeachment de Bolsonaro.

No entendimento de analistas consultados pelo G1, as declarações de Bolsonaro aumentaram o nível de incerteza na economia a um novo patamar. Foi entendido que o presidente deixou de lado a agência econômica — e não possui mais o poder político para encaminhar medidas relevantes no Congresso.

Como pronunciamento de Bolsonaro em atos políticos interfere no mercado financeiro

Conforme um economista ouvido pela Miriam Leitão, do Globo, a grande preocupação tem sido o orçamento após Bolsonaro dificultar as pontes de diálogo.

A questão dos precatórios estava sendo solucionada pelo judiciário. Contudo, o discurso do presidente pode causar um impasse.

Outro economista destaca que “o mercado detesta impasses”. A colunista entende que Bolsonaro piora a crise econômica, dando sinais negativos para a economia. Além do impasse, ela declara que o mercado não gosta de incerteza — de forma a impossibilitar os investimentos e orientar os investidores.

Miriam Leitão indica a pouca clareza para o desenvolvimento de cenários. Assim, há paralização das intenções de investimento.

Você gostou deste conteúdo? AVALIE:

Avaliação média: 4
Total de Votos: 1

Como pronunciamento de Bolsonaro em atos políticos interfere no mercado financeiro?

Silvio Souza
Silvio Suehiro Souza é formado em Comunicação Social - Jornalismo pela Universidade de Mogi das Cruzes (UMC). Possui experiência em produção textual e, atualmente, dedica-se à redação do FDR produzindo conteúdo sobre economia.
×

Este cartão de crédito sem anuidade está selecionando pessoas para receber possível limite agora!

VER AGORA