Governo do DF libera volta às aulas presenciais para educação especial

Cerca de 55,7 mil estudantes serão afetados com a volta às aulas presenciais no Distrito Federal. Nessa etapa retornam os centros de educação especial e as escolas de línguas.

Governo do DF libera volta às aulas presenciais para educação especial
Governo do DF libera volta às aulas presenciais para educação especial (Imagem: Globo/Reprodução: G1)

Mais uma etapa da retomada da educação presencial é iniciada no Distrito Federal, que foi iniciada com a educação infantil e tem como última fase a educação especial e de idiomas.

Nesse momento, assim como aconteceu nas outras etapas, a Secretaria de Educação do Distrito Federal espera que os pais e responsáveis façam a adesão ao retorno.

Até porque, caso a criança não frequente as aulas as unidades escolares terão autonomia para entrar em contato e investigar os motivos das ausências. Como á havia afirmado a secretária de educação quando anunciou a volta às aulas presenciais.

“A gente pede para a família que leve a criança para as aulas presenciais. Se o aluno faltar, a escola vai entrar em contato, vai fazer a busca ativa para que a criança vá à escola”, afirmou Hélvia Paranaguá.

Volta às aulas presenciais para a educação especial

Nessa etapa do Plano de Retomada da Educação cerca de 55,7 mil crianças serão afetadas; entenda melhor esse número:

  • 476 em 13 Centros de Ensino Especial;
  • 176 na Educação Precoce;
  • 45 mil em 17 Centros Interescolares de Línguas;
  • 5,1 mil em sete Escolas Parque.

O retorno não acontecerá com 100% das aulas presenciais, mas sim com os estudantes no ensino hibrido.

Ou seja, eles serão divididos em grupos que farão um revezamento entre as semanas de aula na escola e em casa.

Para um retorno mais seguro, a Secretaria de Educação adotou algumas medidas, que vão desde os momentos antes da saída de casa, até a saída do estudante das unidades escolares. Com isso, algumas recomendações foram feitas para os pais:

  • Avaliar as condições de saúde do estudante, se possível aferir a temperatura;
  • Orientar sobre a necessidade de seguir todos os protocolos na escola;
  • Disponibilizar máscaras reservas e garrafinha de água, entre outras medidas.

Já na escola, os estudantes terão a temperatura aferida ao entrar, encontrarão as cadeiras com distanciamento, serão orientados a fazer a higienização das mãos, etc.

Desde o início das aulas presenciais 92 casos de Covid-19 foram registrados nas unidades públicas do Distrito Federal.

Fique bem informado com a editoria de carreiras do FDR .

Você gostou deste conteúdo? AVALIE:

Avaliação média: 0
Total de Votos: 0

Governo do DF libera volta às aulas presenciais para educação especial

Jamille Novaes
Jamille Pereira Novaes é graduada em Letras Vernáculas pela Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia (UESB), pós-graduada em Gestão da Educação pelo Centro Universitário Maurício de Nassau (UNINASSAU). Como professora de Língua Portuguesa, já atuou no ensino fundamental I e II. Atualmente, trabalha como professora de Língua Portuguesa no ensino técnico e redatora da editoria de carreiras do portal FDR.
×

Este cartão de crédito sem anuidade está selecionando pessoas para receber possível limite agora!

VER AGORA