Moradores do RJ recebem vacina de poliomielite ao invés de COVID-19

Na última terça-feira (17/08), a Prefeitura de São João da Barra, aplicou a vacina de poliomielite em 44 pessoas que iriam receber a vacina contra a Covid-19. A servidora que aplicou as doses admitiu o erro e afirmou que interrompeu as aplicações assim que notou o engano.

Moradores do RJ recebem vacina de poliomielite ao invés de COVID-19
Moradores do RJ recebem vacina de poliomielite ao invés de COVID-19 (Imagem: Myke Sena/MS)

Na quarta-feira (18), a Prefeitura de São João da Barra confirmou que 44 moradores receberam a vacina de poliomielite ao invés de COVID-19. A servidora que cometeu o erro disse que comunicou ao setor responsável.

A funcionária estava aplicando as doses da vacina na unidade da Estratégia Saúde da Família da Nova São João da Barra, na área central da cidade. Segundo ela, o erro aconteceu por confusão no momento de separar os frascos.

As 44 pessoas que receberam a dose da vacina errada foram comunicadas pelas equipes responsáveis pela imunização no município, na quarta-feira (18). De acordo com a prefeitura, os moradores que receberam as doses erradas tinham idades entre 21 e 44 anos.

Após o comunicado do erro foi realizado o reagendamento para daqui a 15 dias. De acordo com o município, haviam pessoas que tomariam a 1ª dose e outras a 2ª. Em ambos os casos, foram feitos o reagendamento.

A Coordenação de Vigilância Epidemiológica esclareceu que a vacina contra a poliomielite não possui efeitos colaterais. Essa é aplicada em crianças sem a necessidade de reforço na fase adulta, com exceção de casos de deslocamento para países com o surto da doença.

Além disso, o imunizante não tem contraindicações para lactantes. A Secretaria de Saúde de São João da Barra lamentou o ocorrido e esclareceu que será instaurado um processo administrativo para apurar o caso. Por esse motivo, a servidora que cometeu o erro, foi afastada até que a apuração seja concluída.

A Prefeitura afirmou que o erro não comprometeu o plano de vacinação do município. Atualmente, a cidade está vacinando as pessoas sem comorbidades a partir de 21 anos. Além disso, está realizando o cadastramento para pessoas acima de 16 anos.

Com a aplicação das vacinas contra a poliomielite, a prefeitura informou que irá solicitar ao Governo do Estado a reposição de doses do imunizante para atender a demanda da cidade e não prejudicar as crianças.

Você gostou deste conteúdo? AVALIE:

Avaliação média: 4
Total de Votos: 3

Moradores do RJ recebem vacina de poliomielite ao invés de COVID-19

Glaucia Alves
Gláucia Alves, formada em Letras-Inglês pela Universidade Federal Rural de Pernambuco (UFRPE). Foi professora por 8 anos. Em 2020 começou a trabalhar como corretora de redação. Atualmente, trabalha na equipe do portal FDR, produzindo conteúdo sobre economia e direitos da população brasileira, além de realizar consultoria de redação on-line.
×

Este cartão de crédito sem anuidade está selecionando pessoas para receber possível limite agora!

VER AGORA