Ministério da Saúde confirma 3ª dose da vacina contra COVID-19 no Brasil

Na última quarta-feira (18), o ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, informou que será aplicada a 3ª dose da vacina contra COVID-19 no país. Assim como aconteceu na primeira aplicação, essa começará pelos idosos e profissionais de saúde.

Ministério da Saúde confirma 3ª dose da vacina contra COVID-19 no Brasil
Ministério da Saúde confirma 3ª dose da vacina contra COVID-19 no Brasil (Imagem: Agência O Globo)

A aplicação da 3ª dose da vacina contra COVID foi confirmada pelo Ministério da Saúde. Porém, ainda não há data prevista para o início da nova fase de imunização. Queiroga afirmou que a vacinação deve começar pelos idosos e profissionais de saúde.

Diante disso, é esperado que a nova campanha de vacinação siga os mesmos passos da 1ª dose. O ministro da Saúde esclareceu que antes de iniciar a aplicação da 3ª dose da vacina contra COVID são necessários mais dados científicos.

Com essas informações será possível saber a quantidade necessária de vacina contra COVID. Sendo assim, após obter esse quantitativo serão feita as orientações para o reforço, assim como a distribuição das doses.

O ministro esclareceu que a distribuição das vacinas considera a população, acima de 18 anos, que ainda não foi vacinada. Além disso, envia as doses para a conclusão da sequência vacinal, conforme o intervalo entre as doses informadas pelo imunizante.

Por esse motivo, Queiroga disse que os entes federativos devem seguir as orientações do intervalo. Pois, se cada lugar definir uma própria data será impossível entregar as vacinas no tempo exigido.

Os municípios brasileiros possuem uma grande diferença entre a faixa imunizada, mesmo havendo essa tentativa de equilibrar o envio das doses. Por esse motivo, o objetivo da pasta é equilibrar a vacinação no país.

Para isso, foi realizado um levantamento com base em dois critérios: a quantidade de vacinas enviadas a cada estado para 1ª dose e a estimativa da população acima de 18 anos de cada unidade da federação.

Com esses dados será possível realizar a distribuição com equidade. “O Ministério da Saúde tem a obrigação de olhar para todos os brasileiros da mesma forma, independentemente da unidade federativa”, disse a secretária de Enfrentamento à Covid-19 do Ministério da Saúde, Rosana Leite de Melo.

Segundo a pasta, o ajuste na distribuição das vacinas não comprometerá o envio das doses para a conclusão da sequência vacinal. Sendo assim, todos os estados continuarão recebendo o quantitativo necessário para imunizar toda a população que recebeu a 1ª dose.

Você gostou deste conteúdo? AVALIE:

Avaliação média: 0
Total de Votos: 0

Ministério da Saúde confirma 3ª dose da vacina contra COVID-19 no Brasil

Glaucia Alves
Gláucia Alves, formada em Letras-Inglês pela Universidade Federal Rural de Pernambuco (UFRPE). Foi professora por 8 anos. Em 2020 começou a trabalhar como corretora de redação. Atualmente, trabalha na equipe do portal FDR, produzindo conteúdo sobre economia e direitos da população brasileira, além de realizar consultoria de redação on-line.
×

Este cartão de crédito sem anuidade está selecionando pessoas para receber possível limite agora!

VER AGORA