Cartão Bolsa Alimentação libera valor em dinheiro para alunos da rede pública

Novo benefício social é entregue no Distrito Federal. Na última sexta-feira (13), a Secretaria de Educação informou que dará início a liberação do cartão Bolsa Alimentação. O valor é referente ao mês de julho e deverá contemplar cerca de 82 mil estudantes da rede pública. Acompanhe os detalhes.

Cartão Bolsa Alimentação libera valor em dinheiro para alunos da rede pública (Imagem: Jornal da Franca)
Cartão Bolsa Alimentação libera valor em dinheiro para alunos da rede pública (Imagem: Jornal da Franca)

Mesmo com a concessão do auxílio emergencial, estados e municípios vêm mantendo seus próprios benefícios sociais. Para quem mora no Distrito Federal, o cartão Bolsa Alimentação passou a ser entregue. Cada segurado terá direito a um abono entre R$ 51 e R$ 103.

A definição da quantia varia de acordo com a quantidade de refeições realizadas nas escolas. O valor mínimo é destinado apenas para quem se alimentava uma única vez nos centros de estudo, já o máximo é destinado para os alunos do sistema integral.

Ao todo, o governo do DF deverá investir R$ 11,3 milhões somente neste ano.

Volta as aulas

Há mais de um ano vivenciando a pandemia do novo coronavírus, os estudantes tiveram suas atividades de ensino presenciais paralisadas. A decisão tinha como objetivo reduzir os riscos de contágio pela covid-19.

No entanto, no último dia 5, as crianças da educação infantil e do ensino fundamental retomaram suas atividades nos centros de ensino. Mais de 4 mil alunos puderam retornar à sala de aula, sendo ainda necessário seguir todos os protocolos de segurança determinados pelas organizações de saúde.

Justamente para quem estava sem aula presencial foi que o governo passou a conceder o cartão alimentação. A iniciativa tem como finalidade reduzir os indicativos de pobreza e garantir a nutrição dos estudantes que, em sua grande maioria, têm as merendas escolares como principal meio de sustento.

“Os auxílios são recursos eventuais e de transferência de renda, que servem para ajudar as pessoas a enfrentarem momentos de dificuldade econômica. É importante frisar que todo benefício segue critérios e quem recebe é acompanhado pela nossa equipe social. Trabalhamos para que o indivíduo e sua família não fiquem dependentes desses benefícios, mas para que encontrem uma maneira de ter o seu próprio sustento, sua autonomia”, explica a secretária de Desenvolvimento Social, Mayara Noronha Rocha.

Você gostou deste conteúdo? AVALIE:

Avaliação média: 4.2
Total de Votos: 4

Cartão Bolsa Alimentação libera valor em dinheiro para alunos da rede pública

Eduarda Andrade
Maria Eduarda Andrade é mestranda em ciências da linguagem na Universidade Católica de Pernambuco, formada em Jornalismo pela mesma instituição. Enquanto pesquisadora, atua na área de políticas públicas, economia criativa e linguística, com foco na Análise Crítica do Discurso. No mercado de trabalho, passou por veículo impresso, sendo repórter do Diario de Pernambuco, além de assessorar marcas nacionais como Devassa, Heineken, Algar Telecom e o Grupo Pão de Açúcar. Atualmente, dedica-se à redação do portal FDR.
×

Este cartão de crédito sem anuidade está selecionando pessoas para receber possível limite agora!

VER AGORA