Após outubro, haverá uma nova prorrogação do auxílio emergencial?

Brasileiros solicitam permanência do auxílio emergencial em 2022. Nas últimas semanas, muito tem se falado sobre a implementação do novo projeto social do presidente Jair Bolsonaro. Intitulado de Auxílio Brasil, o programa substituirá o atual Bolsa Família, mas há ainda o interesse de manter o abono da covid-19.

Após outubro, haverá uma nova prorrogação do auxílio emergencial? (Imagem: FDR)
Após outubro, haverá uma nova prorrogação do auxílio emergencial? (Imagem: FDR)

O auxílio emergencial foi implementado em abril de 2020 com a finalidade de minimizar os impactos econômicos do novo coronavírus.

Inicialmente, concederia apenas três parcelas para os brasileiros desempregados e sem fonte de renda declarada. Porém, somente este ano garantirá sete mensalidades.

Auxílio emergencial 2021

Recentemente, o governo federal aprovou a extensão do projeto até o fim de outubro. Desse modo, a população terá acesso a sete meses com ajuda de custo por parte da União. Ainda quando retomado, no primeiro semestre deste ano, deveria durar apenas até julho, mas foi prolongado.

Agora, a nova previsão dos calendários é de que o último pagamento ocorra em 31 de outubro. Até lá, a Caixa Econômica Federal concederá mais três parcelas, com início dos depósitos previstos para essa quarta-feira (18).

Há chances de uma nova extensão?

No que diz respeito as possibilidades de mais uma prorrogação, até o momento não há certeza quanto a decisão. Em entrevistas, o ministro da economia, Paulo Guedes, informou não descartar a possibilidade de manter o programa em funcionamento ao longo de 2022.

De acordo com ele, será preciso inicialmente avaliar os impactos da covid-19 e entender o desenvolvimento econômico do país para poder solicitar a extensão. Caso a pandemia permaneça afetando os índices de empregabilidade, etc, Guedes afirmou estudar manter o auxílio.

No entanto, Bolsonaro não tem se mostrado feliz com a proposta. De acordo com ele, apenas o Auxílio Brasil deverá ser utilizado como transferência de renda para a população carente. O projeto será iniciado em novembro, justamente mediante ao encerramento do auxílio.

Até o momento sabe-se que o Auxílio Brasil concederá seis abonos, manterá o público de baixa renda e garantirá parcelas de aproximadamente R$ 300 para o público contemplado.

Já suas regras de inclusão seguirão o atual modelo do Bolsa Família, sendo beneficiados também os atuais segurados do auxílio emergencial.

https://www.youtube.com/watch?v=mdUyJrR5z6s

Você gostou deste conteúdo? AVALIE:

Avaliação média: 4.4
Total de Votos: 5

Após outubro, haverá uma nova prorrogação do auxílio emergencial?

Eduarda Andrade
Maria Eduarda Andrade é mestranda em ciências da linguagem na Universidade Católica de Pernambuco, formada em Jornalismo pela mesma instituição. Enquanto pesquisadora, atua na área de políticas públicas, economia criativa e linguística, com foco na Análise Crítica do Discurso. No mercado de trabalho, passou por veículo impresso, sendo repórter do Diario de Pernambuco, além de assessorar marcas nacionais como Devassa, Heineken, Algar Telecom e o Grupo Pão de Açúcar. Atualmente, dedica-se à redação do portal FDR.
×

Este cartão de crédito sem anuidade está selecionando pessoas para receber possível limite agora!

VER AGORA