Não quero mais receber o auxílio emergencial, posso cancelar minha participação?

Nova rodada do auxílio emergencial já tem data anunciada. A partir do próximo dia 18, os segurados do projeto passarão a receber a quinta parcela de 2021. No entanto, quem tiver conseguido uma nova fonte de renda e desejar cancelar sua inscrição precisa ficar atenta aos procedimentos. Saiba o que fazer.

Não quero mais receber o auxílio emergencial, posso cancelar minha participação? (Imagem: Marcos Rocha/ FDR)
Não quero mais receber o auxílio emergencial, posso cancelar minha participação? (Imagem: Marcos Rocha/ FDR)

Há meses o governo federal vem estendendo a concessão do auxílio emergencial para os brasileiros afetados pela pandemia. Concedido desde abril deste ano, o projeto vem ajudando mais de 30 milhões de pessoas incluindo os segurados do Bolsa Família.

Posso cancelar meu auxílio emergencial?

Uma vez registrado, o cidadão que quiser se desvincular do projeto não poderá mais cancelar sua candidatura. Isso porque, o Ministério da Cidadania não abriu nenhum canal para a suspensão das mensalidades.

De modo geral, o desligamento só ocorre quando são identificadas irregularidades ou documentadas ações que fogem das regras de concessão. Isso implica dizer que o titular pode não cancelar seu benefício, mas ainda assim tem a possibilidade de ser cancelado.

O que pode cancelar meu auxílio emergencial?

Para a grande maioria das pessoas que tiveram o nome excluído do projeto, ocorreram as seguintes situações:

  • Beneficiário que passou a trabalhar com registro na carteira de trabalho;
  • Cidadão que se tornou político, executando um mandato eletivo;
  • Pessoa que passou a ter renda tributável acima do teto de R$ 28.559,70;
  • Cidadão que adquiriu bens acima do teto de R$ 300.000;
  • Sujeito componente de família já contemplada pelo programa.
  • Contrato de emprego formal ou de trabalho intermitente;
  • Benefício previdenciário, assistencial, trabalhista ou programa de transferência de renda;
  • Morte ou CPF vinculado à pensão por morte;
  • Preso em regime fechado ou CPF vinculado ao auxílio-reclusão;
  • CPF não identificado;
  • Bolsa estudantil.

Como saber se minha inscrição ainda é válida?

Para verificar se ainda é um beneficiário, basta acessar a página da Dataprev. Nela, informe seu nome completo, número do CPF e data de nascimento. Depois, clique em não sou um robô e selecione a consulta.

Sendo ainda um beneficiário a tela exibirá a aprovação de seu cadastro. Já no caso daqueles excluídos, aparecerá um informe dizendo que os dados repassados não constam no sistema do programa.

Você gostou deste conteúdo? AVALIE:

Avaliação média: 4.6
Total de Votos: 17

Não quero mais receber o auxílio emergencial, posso cancelar minha participação?

Eduarda Andrade
Maria Eduarda Andrade é mestranda em ciências da linguagem na Universidade Católica de Pernambuco, formada em Jornalismo pela mesma instituição. Enquanto pesquisadora, atua na área de políticas públicas, economia criativa e linguística, com foco na Análise Crítica do Discurso. No mercado de trabalho, passou por veículo impresso, sendo repórter do Diario de Pernambuco, além de assessorar marcas nacionais como Devassa, Heineken, Algar Telecom e o Grupo Pão de Açúcar. Atualmente, dedica-se à redação do portal FDR.
×

Este cartão de crédito sem anuidade está selecionando pessoas para receber possível limite agora!

VER AGORA