C6 Bank, Inter e Nubank: O que os bancos digitais têm para oferecer?

Pontos-chave
  • Bancos digitais estão ganhando a preferência dos brasileiros;
  • Nubank lançou novo cartão recentemente;
  • C6 Bank oferece saque gratuito nos caixas eletrônicos.

Os bancos digitais são os novos queridinhos dos brasileiros e os motivos não são poucos. As fintechs oferecem pagamento de contas, transferências, geram boletos, maior transparência nos gastos com cartão de crédito, entre outras coisas. Mas diante das novas opções qual é o melhor para você ? C6 Bank, Nubank ou Banco Inter? Separamos estas opções pra você conhecer melhor.

C6 Bank, Inter e Nubank: O que os bancos digitais têm para oferecer?
C6 Bank, Inter e Nubank: O que os bancos digitais têm para oferecer? (Imagem: Startup Stock Photos/Pexels)

Nubank

Com mais de 10 milhões de clientes no país, a NuConta do NuBank não possui taxas de manutenção mensal e portabilidade de salário. As transferências são ilimitadas e gratuitas para qualquer banco via TED e também através do PIX.

Os usuários que deixam o dinheiro parado na conta também ganham, já que ele rende 100% do CDI automaticamente.

Para depositar algum valor na conta, é preciso realizar uma transferência ou emitir e pagar um boleto com a quantia desejada. Os correntistas também tem a disposição a função débito do cartão.

Porém nem tudo é gratuito. Se o cliente precisar sacar alguma quantia nos caixas do Banco 24 Horas, é cobrada uma taxa de R$ 6,50 por cada transação.

A NuConta possui uma plataforma de investimentos integrada com a recente compra da Easynvest pelo Nubank.

  • Nubank Ultravioleta

Este é o novo cartão lançado recentemente pelo Nubank. O cartão possui uma mensalidade de R$49 que pode ser isentada caso os usuários gastem R$5 mil no mínimo por mês ou que possuam uma quantia equivalente investida no banco.

Uma das vantagens do cartão é o cashback de 1% em todas as compras realizadas com ele, que rende 200% do CDI. São oferecidas ainda outras vantagens como acesso a Wi-Fi em aeroportos e seguros especiais em viagens, que são provenientes do programa Mastercard Black.

O Nubank Ultravioleta é internacional e pode ser usado nas versões físicas e digitais. O cartão físico não possui nenhuma numeração impressa por questão de segurança.

Banco Inter

O Banco Inter foi inaugurado em 1994 e no começo tinha outro nome, chamando-se Intermedium CFI. Sua sede era na cidade de Belo Horizonte e sua pretensão no início era fomentar operações de Crédito Imobiliário. Porém, acabou entrando nos mercados de crédito consignado.

O Inter oferece muitas vantagens como um cartão internacional, sem cobrança de anuidade, e sua conta digital. Através da conta digital o cliente consegue realizar praticamente os mesmos recursos que seus concorrentes.
Sendo assim, é possível realizar depósito por boleto, depósito em cheque por imagem, transferências via QR code, recarga de celular, contratação de seguro e TEDs ilimitadas.

Falando sobre juros, o valor do rotativo é de 4,75% a 14% ao mês. Mesmo que a taxa de juros varie muito, ela ainda é a mais baixa entre as fintechs.

Sobre o atendimento aos clientes, ele fica abaixo das avaliações de concorrentes como Nubank. No geral, o Inter demora um pouco mais para dar uma resposta aos seus clientes, principalmente em momentos de alta demanda.

Para finalizar, o Inter oferta a opção de crédito pessoal, com modalidades de crédito como crédito pessoal, crédito consignado, crédito com imóvel como garantia e financiamento habitacional.

Em relação aos investimentos, o Inter possui o maior portfólio. Desta forma, é possível investir em CDB, LCI, LCA e em renda variável. Também possui programa de pontos, contando com o Mastercard Surpreenda.

Contas digitais disputam clientes (Imagem: Reprodução / Correio do Interior)

C6 Bank

O C6 Bank foi inaugurado por Marcelo Kalim, ex-presidente do BTG Pactual, e wm 2019, recebeu a permissão do Banco Central do Brasil para operar.

O banco digital tem a finalidade de atrair clientes de todos os perfis de renda, através da oferta de uma conta corrente sem cobrança de tarifas. Além disso, assim como seus concorrentes, o banco tenta extinguir a burocracia, que tanto irrita os clientes dos grandes bancos tradicionais.

  • Cartão

O C6 Bank também possui o cartão internacional sem cobrança de anuidade. Além disso, o C6 Bank também tem a opção de conta digital, oferecendo serviços como transferências e TEDs ilimitadas, manutenção de conta grátis, depósito por boleto, portabilidade de salário e saques gratuitos nos caixas 24 horas.

Um grande trunfo é o saque gratuito, já que seu principal concorrente cobra por cada saque feito pelos usuários.

Falando dos juros do rotativo, a fintech cobra uma taxa de 10,7% ao mês, a mais alta entre as tos concorrentes.

No atendimento, ainda em fase inicial, algumas solicitações podem acabar demorando para serem concluídas, porém, a fintech garante que está trabalhando nessa área, tornando-se mais competitiva. 

Você gostou deste conteúdo? AVALIE:

Avaliação média: 4
Total de Votos: 4

C6 Bank, Inter e Nubank: O que os bancos digitais têm para oferecer?

Paulo Amorim
Paulo Henrique Oliveira, formado em Jornalismo pela Universidade Mogi das Cruzes e em Rádio e TV pela Universidade Bandeirante de São Paulo, atua como do redator do portal FDR produzindo matérias sobre economia em geral e também como repórter do site Aparato do Entretenimento cobrindo o mundo da TV e das artes.
×

Este cartão de crédito sem anuidade está selecionando pessoas para receber possível limite agora!

VER AGORA