Cidades do estado de SP paralisam vacinação da COVID-19 após falta de doses

Pelo menos 30 cidades do interior de São Paulo pararam a campanha de vacinação da COVID-19 por falta de doses. A maior parte das interrupções foi por falta de doses da vacina AstraZeneca que estava sendo usada na segunda dose.

Cidades do estado de SP paralisam vacinação da COVID após falta de doses
Cidades do estado de SP paralisam vacinação da COVID após falta de doses (Imagem: Eduardo Frazão/Exame)

A interrupção da vacina aconteceu na última terça-feira (13) em mais de 30 cidades do interior e litoral de São Paulo. A Secretaria Estadual de Saúde informou que os municípios devem planejar a vacinação da COVID com base nas doses que já possuem.

No município de Santos a vacinação da COVID-19 foi suspensa na última terça-feira após as doses da AstraZeneca se esgotarem. A prefeitura tinha aberto a vacinação para a 2ª dose do imunizante, porém após duas horas os moradores foram informados que as doses haviam acabado.

Diante disso, os moradores protestaram e a Guarda Civil Municipal foi acionada. Em nota a prefeitura informou que não recebeu doses suficientes da AstraZeneca para atender todas as pessoas aptas a receberem a 2ª dose.

Quem não conseguiu completar a sequência vacinal, recebeu senha para ter direito a 2ª dose sem precisar enfrentar fila. O município informou que entrou em contato com o Governo Estadual e estava na espera da chegada de um novo lote.

Praia Grande e Guarujá também suspenderam a vacinação, sendo que essa última paralisou a aplicação da 1ª e 2ª dose da AstraZeneca. No entanto, os municípios continuaram aplicando as doses da Coronavac e Pfizer.

A prefeitura de Pindamonhangaba suspendeu a vacinação da 2ª dose. Além dessa, outras cidades do interior paulista tiveram que parar o calendário de imunização por falta de doses. Entre elas estão São José dos Campos e Taubaté.

As cidades do Vale do Paraíba aguardavam a chegada de 118 mil doses para dar continuidade ao calendário de vacinação. Em Itapeva, informou na segunda-feira (12) que o estoque de vacinas para a 1ª dose havia acabado.

As cidades Riversul, Cesário Lange, Itapetininga e Sarapuí também tiveram falta de vacinas fazendo com que a aplicação das doses fossem paralisadas.

Mesmo estando adiantadas, as cidades de Ourinhos, Bernardino de Campos, Bastos, Paraguaçu Paulista, Rio Claro, Catanduva, São José do Rio Preto e Cândido Mota interromperam a vacinação contra a Covid-19 por falta de doses.

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Glaucia Alves
Gláucia Alves é formada em Letras-Inglês pela Universidade Federal Rural de Pernambuco (UFRPE). Atuou na área acadêmica durante 8 anos. Em 2020 começou a trabalhar como corretora de redação. Atualmente, trabalha na equipe do portal FDR, produzindo conteúdo sobre economia e direitos da população brasileira, onde já acumula anos de pesquisa e experiência. Além de realizar consultoria de redação on-line.