Governo cortou meu pagamento do auxílio emergencial, o que eu faço?

O Governo Federal cortou o auxílio emergencial de 1 milhão de beneficiários. Diante disso, os cidadãos que não concordam com a decisão e o motivo do cancelamento, podem fazer a contestação no site da Dataprev.

Governo cortou meu pagamento do auxílio emergencial, o que eu faço?
Governo cortou meu pagamento do auxílio emergencial, o que eu faço? (Imagem: montagem/FDR)

De acordo com o Ministério da Cidadania, mais de 1,1 milhão de benefícios do auxílio emergencial foram cancelados ou bloqueados no mês de junho. Desse quantitativo, mais de 660 mil bloqueios aconteceram devido a indícios de irregularidades.

Esses bloqueios foram efetuados pela Controladoria-Geral da União (CGU). A Caixa Econômica Federal e a Dataprev cancelaram 497 mil benefícios com a reavaliação que ocorre todos os meses. Com isso, o auxílio emergencial 2021 está contemplando 39,3 milhões de famílias.

O programa é voltado para os beneficiários do Bola Família e trabalhadores desempregados. Diante disso, os órgãos responsáveis pelo controle de pagamento informam os motivos que levam ao cancelamento do auxílio emergencial:

  • Quem foi contratado com carteira assinada após a liberação do auxílio;
  • Cidadãos que recebem o seguro-desemprego, benefícios previdenciários ou repasses assistenciais do governo;
  • Morte do beneficiário;
  • Recebimento de pensão;
  • Prisão do beneficiário;
  • Militares ou requerentes de classe média.

Contestação do auxílio emergencial bloqueado ou cancelado

O beneficiário pode recorrer à decisão do Governo Federal pelo site e aplicativo da Caixa Econômica Federal ou pelo telefone 121. Antes disso, é recomendado acessar o site da Dataprev e conferir a situação que levou ao cancelamento.

Para isso, basta na plataforma o número do CPF, nome completo, nome da mãe e data de nascimento. No site da Dataprev o beneficiário deve clicar em “Contestar” e, depois, confirmar o pedido. Com isso, o órgão irá realizar uma nova análise, com base nas informações mais atuais presentes nos bancos de dados.

Prorrogação do auxílio emergencial 2021

A edição de 2021 chegaria ao fim neste mês, após quatro pagamentos de valores variados. Porém, devido ao avanço da pandemia de Covid-19 e o atraso na vacinação o Governo decidiu prorrogar por mais três meses.

A proposta é que o auxílio seja pago até o mês de outubro quando é previsto que toda a população adulta já tenha recebido a 1ª dose do imunizante. Porém, o ministro da economia, Paulo Guedes, não descartou a possibilidade de haver mais uma prorrogação, caso seja necessário.

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Glaucia Alves
Gláucia Alves é formada em Letras-Inglês pela Universidade Federal Rural de Pernambuco (UFRPE). Atuou na área acadêmica durante 8 anos. Em 2020 começou a trabalhar como corretora de redação. Atualmente, trabalha na equipe do portal FDR, produzindo conteúdo sobre economia e direitos da população brasileira, onde já acumula anos de pesquisa e experiência. Além de realizar consultoria de redação on-line.