Gás de cozinha, gasolina e diesel terão novo preço após anúncio da Petrobras

Nesta segunda-feira, 5, a Petrobras comunicou um novo aumento nos preços da gasolina, diesel e gás de cozinha (GLP). Os valores provenientes do reajuste passarão a vigorar a partir desta terça-feira, 6, para se manterem equivalentes aos parâmetros internacionais. 

Gás de cozinha, gasolina e diesel terão novo preço após anúncio da Petrobras
Gás de cozinha, gasolina e diesel terão novo preço após anúncio da Petrobras. (Imagem: Brazil Journal)

O anúncio foi feito em resposta ao questionamento referente à periodicidade de mudanças nos preços dos produtos oferecidos. Foi então que, como resposta, a Petrobras informou sobre o aumento de 6,3% para a gasolina; 3,7% para o diesel e 5,9% para o gás de cozinha. 

A alta nos preços dos três produtos mencionados está vinculada às políticas comerciais dos postos e das distribuidoras, de maneira a atingir diretamente o consumidor brasileiro. Vale mencionar que esta é a primeira alteração feita pela atual gestão de Joaquim Silva e Luna, que assumiu o comando da Petrobras no dia 19 de abril.

De todos os produtos que sofreram com o reajuste, o diesel é o único que passou por uma mudança há um tempo maior, mais precisamente, em maio deste ano, época em que ocorreu um corte de 2,1%.

Enquanto isso, as últimas atualizações nos preços da gasolina e do gás de cozinha aconteceram no dia 11 de junho, sendo que o preço da gasolina teve uma leve queda enquanto os brasileiros se assustaram com a alta no gás de cozinha. 

Basicamente, os percentuais atuais nos preços dos três produtos representam um aumento médio de R$ 0,16 na gasolina. Embora pareça uma quantia mínima aos olhos de leigos, este aumento gera o valor aproximado de R$ 2,69 o litro nas refinarias da Petrobras.

Por outro lado, o reajuste do diesel atingiu a margem de R$ 0,10. Isso quer dizer que o preço do litro passará a valer R$ 2,81 nas refinarias da estatal. 

Por fim, o gás de cozinha (GLP), último produto que também teve um aumento médio na margem de R$ 0,20 por quilo, fará com que o produto tenha um custo aproximado de R$ 3,60 por kg nas distribuidoras.

Este já é o 15º aumento seguido no preço do gás de cozinha nas refinarias da Petrobras depois de uma leve queda no início da pandemia da Covid-19.

Na oportunidade, a Petrobras declarou que faz o possível para evitar o repasse imediato e abusivo para os consumidores brasileiros. No entanto, a estatal precisa seguir as atualizações que acontecem no mercado internacional, sobretudo no que compete à taxa de câmbio, e assim busca equilibrar os percentuais aplicados sobre o reajuste.

A Petrobras ainda ressaltou que tal atitude “é fundamental para garantir que o mercado brasileiro siga suprido sem riscos de desabastecimento pelos diferentes setores responsáveis pelo atendimento às diversas regiões brasileiras”.

Em contrapartida, a Agência Nacional do Petróleo, Gás e Biocombustíveis (ANP), alegou que um novo aumento no preço da gasolina nas refinarias gera um acréscimo de 46%, apurados desde o início da atual gestão governamental. 

Além do que, antes de estabelecer um valor final que será cobrado dos consumidores, há a incidência de impostos federais, margem de lucro das distribuidoras e revendedoras, custos relacionados à mistura obrigatória de biocombustível, entre outros fatores.

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Laura Alvarenga
Laura Alvarenga é graduada em Jornalismo pelo Centro Universitário do Triângulo em Uberlândia - MG. Iniciou a carreira na área de assessoria de comunicação, passou alguns anos trabalhando em pequenos jornais impressos locais e agora se empenha na carreira do jornalismo online através do portal FDR.
×

Este cartão de crédito sem anuidade está selecionando pessoas para receber possível limite agora!

VER AGORA