Lucro do FGTS foi de R$ 8,46 milhões em 2020; como isso chegou ao trabalhador?

Em 2020, o Fundo de Garantia por Tempo de Serviço (FGTS) teve um lucro na margem de R$ 8.467 bilhões. Este montante representa uma queda de 25,2% se comparado ao lucro obtido no ano de 2019, que foi de R$ 11.324 bilhões. 

Lucro do FGTS foi de R$ 8,46 milhões em 2020; como isso chegou ao trabalhador?
Lucro do FGTS foi de R$ 8,46 milhões em 2020; como isso chegou ao trabalhador? (Imagem: Mix Vale)

Supõe-se que esta queda é proveniente, sobretudo, dos impactos financeiros causados pela pandemia da Covid-19. A situação crítica no cenário econômico também provocou o desemprego que junto à liberação do saque emergencial do FGTS, afetou os rendimentos da poupança.

Conforme apurado, a receita do fundo em 2020 girou em torno de R$ 33,4 bilhões contra despesas de R$ 25 bilhões. Outros fatores que também devem ser levados em conta se tratando da queda no lucro do FGTS, são o adiamento dos recolhimento e suspensão temporária da cobrança de empréstimos liberados pelo Fundo de Garantia. 

Para se ter uma ideia, somente através do saque emergencial no limite de um salário mínimo vigente na época, R$ 1.045. O Governo Federal junto à Caixa Econômica Federal (CEF) liberou cerca de R$ 24,2 bilhões para 31,7 milhões de trabalhadores brasileiros. 

Perante a lei, o lucro do FGTS costuma ser em média de 3% ao ano. Os quais devem ser distribuídos igualmente aos trabalhadores que tiveram rendimentos nas contas ativas e inativas do FGTS no decorrer do ano calendário, neste caso, em 2020.

Ainda não se sabe detalhes sobre o valor da distribuição, pois ele será estabelecido somente no mês de junho, prevendo os depósitos em agosto. 

Conforme mencionado, o rendimento do FGTS foi de 3% mais a taxa referencial. Sendo assim, o Conselho Curador do fundo terá que distribuir uma quantia o suficiente para suprir a inflação de 2020 que foi de 4,52%.

A regra imposta sobre a distribuição do lucro do FGTS superar a taxa inflacionária foi adotada desde que esta atitude começou a ser tomada pelo Governo Federal ainda em 2016. Ressaltando que nos últimos dois anos, o retorno do FGTS também superou o da poupança.

Na ocasião, outros dois temas relacionados ao FGTS foram tratados pelo conselho curador, composto por representantes dos trabalhadores, dos empregadores e do Governo Federal.

O órgão definiu estratégias para viabilizar a renegociação de dívidas junto ao extinto Banco Nacional de Habitação (BNH) com o fundo de garantia. 

Anos atrás vários clientes do banco contrataram operações de crédito utilizando recursos do FGTS e do BNH. Desde que a instituição financeira foi fechada, a dívida permaneceu sem condições de negociação dos débitos.

A intenção é para que uma medida seja implementada com o objetivo de facilitar as ações neste âmbito. 

Em contrapartida, o Conselho também aprovou a manutenção dos certificados de regularidade e parcelamentos feitos por empresários que negligenciaram os depósitos mensais do FGTS. Estes, previstos para vencer entre o período de abril e julho deste ano.

A atitude, na verdade, foi tomada de acordo com a Medida Provisória (MP) 1.046, de 2021, que permitiu a suspensão das contribuições ao fundo durante quatro meses.

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Laura Alvarenga
Laura Alvarenga é graduada em Jornalismo pelo Centro Universitário do Triângulo em Uberlândia - MG. Iniciou a carreira na área de assessoria de comunicação, passou alguns anos trabalhando em pequenos jornais impressos locais e agora se empenha na carreira do jornalismo online através do portal FDR.
×

Este cartão de crédito sem anuidade está selecionando pessoas para receber possível limite agora!

VER AGORA