Todos os estados que vacinam caminhoneiros contra Covid-19

A campanha de vacinação contra a Covid-19 segue de acordo com as possibilidades de cada localidade. Em alguns Estados e municípios brasileiros o calendário foi ampliado, permitindo a imunização de caminhoneiros com a primeira dose da vacina. 

Todos os estados que vacinam caminhoneiros contra Covid-19
Todos os estados que vacinam caminhoneiros contra Covid-19. (Imagem: Prefeitura de Jundiaí)

Esta inclusão ocorreu em virtude da atividade que exercem, se locomovendo para diversos locais de maneira que ficam mais expostos ao vírus. Foi também por esta razão que este público passou a ter prioridade para receber a vacina da Janssen, produzida pela Johnson & Johnson, que promete a imunização em dose única. 

Tendo em vista que esses profissionais podem ter mais dificuldades de retornar aos postos de vacinação dentro do prazo estabelecido para cada marca de imunizante, garantindo a eficácia, optou-se por recorrer à vacina da Janssen. 

A vacinação de caminhoneiros, seja com o imunizante mencionado ou outros, já foi adotada pelos estados e cidades:  Minas Gerais, Rio Grande do Norte, Paraná, Maranhão, Olinda (PE), Manaus (AM), Florianópolis (SC), Fortaleza (CE).

Minas Gerais 

Vários municípios mineiros já disponibilizaram o agendamento para a vacinação contra a Covid-19 em caminhoneiros. Normalmente, o cadastro é feito pelo site da respectiva prefeitura. Em Belo Horizonte, por exemplo, é preciso se enquadrar na faixa etária de 18 a 59 anos de idade, além de cumprir os seguintes critérios:

  • Ser caminhoneiro registrado ou que trabalhe para empresas de Belo Horizonte;
  • Apresentar carteira de habilitação de categoria C, D ou E;
  • Não ter recebido vacina contra a Covid-19;
  • Não ter recebido qualquer outra vacina nos últimos 14 dias;
  • Não ter tido Covid-19 com início de sintomas nos últimos 30 dias.

No ato da vacinação contra a Covid-19 os caminhoneiros precisam apresentar um dos documentos da lista abaixo, capazes de comprovar a atuação na área:

  • Comprovante de pagamento (contracheque) emitido nos últimos 3 meses pela empresa localizada em Belo Horizonte (empregado); ou
  • Carteira de Trabalho e Previdência Social (CTPS) assinada pela empresa localizada em Belo Horizonte (empregado); ou
  • Contrato de trabalho com a empresa localizada em Belo Horizonte (empregado); ou
  • Cópia de inscrição atualizada do ISS em Belo Horizonte (autônomo); ou
  • Última Nota Fiscal emitida para empresa de transporte de carga de Belo Horizonte (autônomo); ou
  • Declaração de vinculação ativa como caminhoneiro em Belo Horizonte emitida pela empresa contratante (empregado); ou
  • Certificado de Registro Nacional de Transportes Rodoviários de Cargas em Belo Horizonte (autônomo).

Rio Grande do Norte

O Governo do Estado do Rio Grande do Norte declarou que devido às dificuldades de retorno para a aplicação da segunda dose, os grupos compostos por pessoas em situação de rua e caminhoneiros receberão a dose única da Janssen. De acordo com a Secretaria Estadual de Saúde Pública (Sesap), as doses do imunizante serão distribuídas em todos os 167 municípios do estado.

Na oportunidade, a subsecretária de Gestão e Planejamento da Sesap, Lyane Ramalho, reforçou que: “Finalizado esse público, ou aqueles municípios que não tiverem esse público, deverão vacinar os trabalhadores da educação e também faixa etária por ordem decrescente”. 

Paraná

No Paraná já foram entregues 91 mil doses da vacina da Janssen para a imunização de caminhoneiros e trabalhadores do transporte rodoviário, ferroviário e aquaviário contra a Covid-19. Cidades como Curitiba, Maringá e Ponta Grossa já iniciaram o cronograma de imunização para este grupo. 

Em Ponta Grossa, por exemplo, os caminhoneiros fizeram fila para receber a vacina contra a Covid-19. Há casos de profissionais que passaram a noite em alguns pontos de vacinação para garantir a imunização. Somente nesta terça-feira, 29, 1.200 caminhoneiros foram vacinados contra a Covid-19 com a vacina da Janssen.

Maranhão

A vacinação contra a Covid-19 para caminhoneiros no Maranhão teve início no dia 19 de maio. A campanha ainda foi expandida para incluir os profissionais do transporte rodoviário, ferroviário, aéreo, aquaviário e portuário. De acordo com a Confederação Nacional do Transporte (CNT), a vacinação deste grupo é realizada com base na faixa etária em cada cidade maranhense.

Olinda (PE)

No município de Olinda, no Pernambuco, os caminhoneiros precisam fazer o agendamento no site da prefeitura para serem imunizados contra a Covid-19. No cadastro é preciso anexar imagens de documentos como o comprovante de residência, identidade e registro ANTT se tratando de autônomos. 

Manaus (AM)

Em Manaus os caminhoneiros devem apresentar o documento de identificação original com foto, CPF e contracheque ou carteira de trabalho devidamente assinada em empresa da área para serem vacinados contra a Covid-19. Se tratando de estradeiros, vale a CNH nas categorias D e E. 

Mas antes, é preciso fazer o agendamento pela plataforma Imuniza Manaus, visando evitar aglomerações nos postos de vacinação. 

Florianópolis (SC)

No início do mês de junho a capital catarinense deu início à imunização dos trabalhadores do transporte de cargas com CNH nas categorias D e E, bem como dos profissionais de transporte coletivo, rodoviário e aquaviário. A primeira dose da vacina contra a Covid-19 neste grupo está sendo aplicada no:

  • Centro de eventos Luiz Henrique da Silveira;
  • Beira-Mar Continental;
  • Centro de eventos da UFSC;
  • Antigo aeroporto;
  • Floripa Shopping.

Fortaleza (CE)

Já na capital do Ceará, em Fortaleza, os caminhoneiros e demais profissionais que atuam com transporte, podem ser imunizados mediante cadastro na plataforma Saúde Digital.

O agendamento requer confirmação via e-mail e WhatsApp com data, horário e local de vacinação. 

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Laura Alvarenga
Laura Alvarenga é graduada em Jornalismo pelo Centro Universitário do Triângulo em Uberlândia - MG. Iniciou a carreira na área de assessoria de comunicação, passou alguns anos trabalhando em pequenos jornais impressos locais e agora se empenha na carreira do jornalismo online através do portal FDR, onde pesquisa e produz conteúdo sobre economia, direitos sociais e finanças.