Inscritos na Tarifa Social ficam isentos do corte de água por falta de pagamento

Os moradores de Manaus inscritos na Tarifa Social não podem ter o fornecimento de água cortado por inadimplência até o dia 31 de agosto deste ano. Os demais moradores terão condições especiais para o pagamento.

Inscritos na Tarifa Social ficam isentos do corte de água por falta de pagamento
Inscritos na Tarifa Social ficam isentos do corte de água por falta de pagamento (Imagem: Divulgação/Águas de Manaus)

A medida faz parte das ações adotadas durante a pandemia de Covid-19. Com a continuação da doença e o enfrentamento da 2ª onda a suspensão do corte de água, foi prorrogada por mais 60 dias em Manaus.

A isenção no corte do abastecimento de água por falta de pagamento contempla cerca de 65 mil famílias de Manaus que estão inscritas na Tarifa Social. A prorrogação de mais 60 dias foi publicada na edição do Diário Oficial do Município de ontem, terça-feira (29).

A concessionária Águas de Manaus, responsável pelo abastecimento no município, deverá oferecer condições especiais para o pagamento de débitos dos demais moradores, como o parcelamento. Essa ação foi determinada pelo Decreto publicado pela cidade.

A prefeitura quer garantir o serviço de água tratada durante a pandemia de Covid-19. É importante lembrar que a higienização das mãos é uma das ações para a contenção da doença.

O álcool 70% e o álcool em gel são duas formas de higienizar as mãos e objetos fora de casa. Porém, muitas famílias de baixa renda não possuem condições financeiras para comprar os itens. Por esse motivo, lavar as mãos com água corrente e sabão é a alternativa mais eficaz e barata.

Pensando nisso, a Prefeitura de Manaus decidiu impedir a concessionária de realizar cortes, mesmo que haja inadimplência. Caso a Águas de Manaus descumpra o Decreto os clientes podem acionar a Ouvidoria da Ageman por um dos cinco canais de atendimento:

A Agência Reguladora dos Serviços Públicos Delegados do Município de Manaus (Ageman) validou a medida. Com isso, a suspensão do corte de água está acontecendo desde março de 2020, quando o Brasil decretou estado de calamidade pública devido à pandemia de Covid-19.

A Ageman elaborou o relatório técnico assinado pela Diretoria de Gestão Econômica e Tarifária. Além disso, a agência é a responsável pelo acompanhamento e fiscalização do cumprimento do decreto municipal que estará em vigor até o final de agosto.

Você gostou deste conteúdo? AVALIE:

Avaliação média: 0
Total de Votos: 0

Inscritos na Tarifa Social ficam isentos do corte de água por falta de pagamento

Glaucia Alves
Gláucia Alves, formada em Letras-Inglês pela Universidade Federal Rural de Pernambuco (UFRPE). Foi professora por 8 anos. Em 2020 começou a trabalhar como corretora de redação. Atualmente, trabalha na equipe do portal FDR, produzindo conteúdo sobre economia e direitos da população brasileira, além de realizar consultoria de redação on-line.
×

Este cartão de crédito sem anuidade está selecionando pessoas para receber possível limite agora!

VER AGORA