Aneel decide hoje (29) valor do reajuste da taxa de bandeira vermelha

Nova tarifa de energia é decidida hoje. Nesta terça-feira (29), a Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) se reunirá para definir o valor de cobrança da bandeira vermelha. A mudança implicará no encarecimento nas contas de luz, sob a justificativa de crise hidroelétrica.

Aneel decide hoje (29) valor do reajuste da taxa de bandeira vermelha (Foto: Sérgio Lima/Poder 360)
Aneel decide hoje (29) valor do reajuste da taxa de bandeira vermelha (Foto: Sérgio Lima/Poder 360)

Mesmo lidando com a inflação em alta o brasileiro terá ainda que fazer mais um reajuste em seu orçamento.

A Aneel irá aumentar a cobrança nas contas de luz, fazendo com que a tarifa vermelha seja reajustada e aplicada em todo o território nacional.

Reajuste e aumento pela Aneel

A justificativa adotada pela agencia até o momento é de que os níveis de água dos reservatórios nacionais estão muito baixos, gerando assim um maior racionamento no consumo.

De acordo com o órgão, o reajuste “sinaliza horizonte com reduzida capacidade de produção hidrelétrica e elevada necessidade de acionamento de recursos termelétricos“. A previsão é de que com as tarifas mais altas a população passe a economizar mais.

A previsão, concedida pelo diretor geral da Aneel, André Pepitone, é que a bandeira vermelha seja acrescentada em 20%. Isso significa dizer que o consumo deixará de ser de R$ 6,24 (atualmente) para R$ 7,50 por cada 100 quilowatts/hora contabilizados (kWh).

O gestor afirmou que a bandeira dois passou a funcionar em junho e deverá se manter até o mês de novembro, a depender da crise hídrica.

Atualmente, confirme os dados do Ministério de Minas e Energia, o país vem gastando mais de R$ 9 bilhões para custear a geração de luz injetando recursos extras para conter o racionamento nas usinas termelétricas.

“Estamos finalizando o desenho de um programa voluntário que incentiva as empresas a deslocarem o consumo dos horários de maior demanda de energia para os horários de menor demanda, sem afetar a sua produção e o crescimento econômico do país”, afirmou o ministro de Minas e Energia, Bento Albuquerque.

Como economizar

Diante de tal reajuste, a sugestão repassada para os moradores é a diminuição do consumo. Analistas econômicos recomendam que a utilização de aparelhos eletrônicos como chuveiros elétricos, maquina de lavar, ar condicionado, entre outros, passe a ser ainda mais racionalizada.

Para acompanhar a decisão da Aneel e ficar por dentro das novas tarifas, permaneça conectado em nossa página de finanças no FDR.

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Eduarda Andrade
Maria Eduarda Andrade é mestranda em ciências da linguagem na Universidade Católica de Pernambuco, formada em Jornalismo pela mesma instituição. Enquanto pesquisadora, atua na área de políticas públicas, economia criativa e linguística, com foco na Análise Crítica do Discurso. No mercado de trabalho, passou por veículo impresso, sendo repórter do Diario de Pernambuco, além de assessorar marcas nacionais como Devassa, Heineken, Algar Telecom e o Grupo Pão de Açúcar. Atualmente, dedica-se à redação do portal FDR, onde já acumula anos de experiência e pesquisas sobre economia popular e direitos sociais.