Empréstimo consignado do INSS pode começar a exigir confirmação por biometria

INSS anuncia novidades em seus serviços bancários. Nessa quinta-feira (24), o Instituto Nacional do Seguro Social sinalizou seu interesse em utilizar tecnologias biométricas na validação do empréstimo consignado. A ação objetiva reduzir o assédio bancário realizado a partir de vazamento de dados pelo órgão.

Empréstimo consignado do INSS pode começar a exigir confirmação por biometria (Imagem: Marcos Rocha/ FDR)
Empréstimo consignado do INSS pode começar a exigir confirmação por biometria (Imagem: Marcos Rocha/ FDR)

Os aposentados e pensionistas do INSS que desejarem solicitar uma linha de crédito, devem ficar atentos.

Há um debate na gerencia da previdência para que a população passe a utilizar o serviço de biometria para evitar fraudes, ou contratações sem consentimento. A proposta foi comentada pelo presidente do órgão, Leonardo José Rolim.

Detalhamentos sobre o uso da biometria no INSS

Em audiência da Comissão de Fiscalização Financeira e Controle da Câmara dos Deputados, Rolim passou a responder os questionamentos sobre vazamentos de dados dentro do INSS. Há inúmeros relatos dos segurados que tem suas informações expostas.

Com isso, eles passam a ser assediados por empresas bancárias que ofertam empréstimo consignado, recebendo frequentes ligações ofertando o produto. Caso a biometria seja adotada, o gestor espera que os titulares fiquem mais seguros.

“Sou servidor da Câmara e também recebo assédio de pedidos de consignados quase que diariamente. Em geral, isso é feito por correspondentes bancários, e é algo que ainda ocorre em larga escala”, disse o presidente do INSS.

Ele ressaltou que a proposta vem sendo objeto de estudo e aprimoramento dentro da administração do INSS, que busca por alternativas como a biometria para resolver o problema. Rolim afirmou não destacar:

A possibilidade de utilizar tecnologia de confirmação biométrica que já é usada para a prova de vida, para que o aposentado pensionista confirme o empréstimo consignado”.

De acordo com ele, o número de assédio pelo consignado vem crescendo consideravelmente, não sendo ainda identificado o motivo pelo qual há vazamento de dados nas bases eletrônicas do INSS.

É válido ressaltar que, em caso de incomodo e constrangimento, o cidadão pode entrar com recurso pedindo o bloqueio das ligações na justiça e até mesmo cobrar ao INSS sobre a liberação de seus dados.

Demais informações

Para se manter por dentro das pautas da Previdência, acompanhe nossa página previdenciária exclusiva.

Por meio dela você tem acesso aos calendários de pagamentos e atualizações constantes sobre os benefícios ofertados pela previdência.

Gostou do conteúdo? Siga @fdrnoticias no Instagram e FDR.com.br no Facebook para ver as últimas notícias que impactam diretamente no seu bolso e nos seus direitos.

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Eduarda Andrade
Maria Eduarda Andrade é mestranda em ciências da linguagem na Universidade Católica de Pernambuco, formada em Jornalismo pela mesma instituição. Enquanto pesquisadora, atua na área de políticas públicas, economia criativa e linguística, com foco na Análise Crítica do Discurso. No mercado de trabalho, passou por veículo impresso, sendo repórter do Diario de Pernambuco, além de assessorar marcas nacionais como Devassa, Heineken, Algar Telecom e o Grupo Pão de Açúcar. Atualmente, dedica-se à redação do portal FDR, onde já acumula anos de experiência e pesquisas sobre economia popular e direitos sociais.