INSS paga novo grupo do 13° salário nesta segunda-feira (7); confira aqui!

O Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) dá sequência aos pagamentos do 13º salário para aposentados e pensionistas da autarquia. Nesta segunda-feira, 7, é a vez dos segurados cujo dígito do Número de Identificação Social (NIS) termina em 9. 

INSS paga novo grupo do 13° salário nesta segunda-feira (7); confira aqui!
INSS paga novo grupo do 13° salário nesta segunda-feira (7); confira aqui! (Imagem: FDR)

Os depósitos se referem à primeira parcela do 13º salário, destinado aos segurados que recebem benefícios com valor máximo de um salário mínimo. Também recebem nesta segunda, os aposentados e pensionistas que recebem valores superiores a um salário mínimo com NIS final 4 e 9. 

A última data de pagamento da primeira parcela do 13º salário do INSS para benefícios no valor equivalente ao piso nacional é nesta terça-feira, 8, para o NIS final 0.

A data também inclui os aposentados e pensionistas que recebem quantias maiores que o salário mínimo, neste caso, o último depósito será efetuado para o NIS que termina em 5 e 0. 

Calendário do INSS

Benefícios com valor máximo de um salário mínimo

Dígito final 1ª parcela – Maio 2ª parcela – Junho
1 25 de maio 24 de junho
2 26 de maio 25 de junho
3 27 de maio 28 de junho
4 28 de maio 29 de junho
5 31 de maio 30 de junho
6 01 de junho 01 de julho
7 02 de junho 02 de julho
8 04 de junho 05 de julho
9 07 de junho 06 de julho
0 08 de junho 07 de julho

Benefícios superiores a um salário mínimo 

Dígito final 1ª parcela – Maio 2ª parcela – Junho
1 e 6 01 de junho 01 de julho
2 e 7 02 de junho 02 de julho
3 e 8 04 de junho 04 de julho
4 e 9 07 de junho 06 de julho
5 e 0 08 de junho 07 de julho

Ao observar o calendário nota-se que não é preciso se preocupar quanto ao pagamento da segunda parcela do 13º salário. Isso porque, a autarquia efetuará os primeiros depósitos no dia 24 de junho, e concluirá o cronograma no dia 7 de julho para todos os beneficiários. 

No geral, a ação se trata da antecipação do benefício conforme realizado em anos anteriores. Em 2020 e 2021, exclusivamente, a o adiantamento do calendário do 13º salário aconteceu em virtude dos impactos econômicos da pandemia da Covid-19. 

A decisão foi tomada com base na aprovação do Orçamento de 2021, lembrando que estes pagamentos não geram um custo extra aos cofres da União, pois já estavam previstos.

Um outro fator que também foi decisivo para que esta antecipação acontecesse, foi o fato de que os contemplados fazem parte de um dos principais grupos de risco do novo coronavírus, os idosos. 

Desta forma, além de amparar este público com uma determinada quantia capaz de auxiliar nas despesas fixas ou aquelas que surgirem repentinamente, o 13º salário também irá movimentar a economia do país.

Lembrando que a promessa feita pelo presidente Bolsonaro previa os primeiros depósitos para o mês de abril deste ano, o que não foi possível em virtude do atraso na apreciação da Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO).

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Laura Alvarenga
Laura Alvarenga é graduada em Jornalismo pelo Centro Universitário do Triângulo em Uberlândia - MG. Iniciou a carreira na área de assessoria de comunicação, passou alguns anos trabalhando em pequenos jornais impressos locais e agora se empenha na carreira do jornalismo online através do portal FDR, onde pesquisa e produz conteúdo sobre economia, direitos sociais e finanças.