Cadastro Único facilita acesso a salário de R$ 1,1 mil para idosos e deficientes

O Cadastro Único (CadÚnico) é uma ferramenta do Governo Federal criado para identificar e ajudar as famílias em situação de vulnerabilidade social. Com essas informações, o governo, Estados e municípios, desenvolvem programas sociais que visam melhorar a condição de vida dessas pessoas.

Cadastro Único facilita acesso a salário de R$ 1,1 mil para idosos e deficientes
Cadastro Único facilita acesso a salário de R$ 1,1 mil para idosos e deficientes (Imagem: FDR)

A inscrição no Cadastro Único é feita no Centro de Referência da Assistência Social (CRAS) municipais. As informações coletadas são repassadas ao Estado que envia para o Ministério do Desenvolvimento Social.

São inscritas no Cadastro Único as famílias em situação de pobreza ou pobreza extrema. Dessa maneira, contempla as famílias com uma renda mensal per capita de até meio salário mínimo (R$ 250) ou total de até três salários (3.300).

O Cadastro único é realizado por meio de entrevista com o responsável familiar que deve ter mais de 16 anos. Além disso, esse deve possuir CPF ou Título de Eleitor. É preferível que o representante familiar seja do sexo feminino.

Benefícios sociais para inscritos no Cadastro Único

  • Água para todos;
  • Aposentadoria para pessoa de baixa renda;
  • Auxílio emergencial;
  • Benefício de Prestação Continuada (BPC);
  • Bolsa estiagem;
  • Bolsa Família;
  • Bolsa Verde – Programa de Apoio à Conservação Ambiental;
  • Carta Social;
  • Carteira do Idoso;
  • Casa Verde e Amarela;
  • Crédito Instalação;
  • Fomento – Programa de Fomento às Atividades Produtivas Rurais;
  • Isenção de Taxas em Concursos Públicos;
  • Passe Livre para pessoas com deficiência;
  • Pro Jovem Adolescente;
  • Programa Brasil Alfabetizado;
  • Programa Brasil Carinhoso;
  • Programa de Cisternas;
  • Programa de Erradicação do Trabalho Infantil – PETI​;
  • Programa Nacional de Crédito Fundiário;
  • Programa Nacional de Reforma Agrária;
  • Tarifa Social de Energia Elétrica;
  • Telefone Popular.

Receba salário de R$ 1.100

O BPC é um benefício destinado aos idosos com idade igual ou superior a 65 anos e pessoas com deficiência que não possuem capacidade para o trabalho. Além disso, em ambas as situações é necessário comprovar que vive em situação de vulnerabilidade social.

Dessa maneira, o benefício de até R$ 1.100 é pago as famílias que possuem uma renda per capita mensal de até 25% do salário mínimo. Os contemplados recebem uma ajuda de um salário mínimo.

Porém, como se trata de benefício assistencial esse não recebe 13º salário e a pensão por morte em caso de óbito do beneficiário.

Documentos para solicitar o BPC

  • Inscrição no CadÚnico;
  • Comprovantes de gastos do grupo familiar;
  • Documento de Identificação e CPF do requerente e de todos os membros da família;
  • Comprovante de Renda de todos os membros familiar;
  • Requerimento do BPC e Composição do Grupo Familiar (disponível no site do INSS);
  • Declaração de Renda do Grupo Familiar (disponível no site do INSS).

Você gostou deste conteúdo? AVALIE:

Avaliação média: 0
Total de Votos: 0

Cadastro Único facilita acesso a salário de R$ 1,1 mil para idosos e deficientes

Glaucia Alves
Gláucia Alves, formada em Letras-Inglês pela Universidade Federal Rural de Pernambuco (UFRPE). Foi professora por 8 anos. Em 2020 começou a trabalhar como corretora de redação. Atualmente, trabalha na equipe do portal FDR, produzindo conteúdo sobre economia e direitos da população brasileira, além de realizar consultoria de redação on-line.
×

Este cartão de crédito sem anuidade está selecionando pessoas para receber possível limite agora!

VER AGORA