Visando as eleições 2022, auxílio emergencial de R$400 pode ser aprovado

O atual presidente da república, Jair Bolsonaro (sem partido), pretende concorrer no próximo ano à reeleição. Porém, a sua popularidade com os brasileiros está em queda. Diante disso, Bolsonaro está pensando em estratégias para garantir as eleições 2022.

Visando as eleições 2022, auxílio emergencial de R$400 pode ser aprovado
Visando as eleições 2022, auxílio emergencial de R$400 pode ser aprovado (Tânia Rêgo/Agência Brasil)

No ano passado, com o pagamento do auxílio emergencial muitos brasileiros apoiavam o governo Bolsonaro. Porém, após o fim do pagamento, o descobrimento do Bolsolão e o início das investigações da CPI da Covid, a popularidade voltou a cair.

Pensando em garantir a vitória das eleições 2022 os parlamentares do Centrão, que são apoiadores de Bolsonaro, já alertaram o presidente para a ampliação do auxílio emergencial. Dessa maneira, a sugestão é aumentar o valor pago atualmente para R$ 400.

O auxílio emergencial 2021 será pago por quatro meses sem anúncio de prorrogação. O valor das parcelas é variável, conforme a composição familiar. Sendo assim, as parcelas são de R$ 150. R$ 250 ou de R$ 375.

A parcela mais baixa é destinada aos beneficiários que moram sozinhos. A parcela de R$ 250, segundo o Ministério da Cidadania, é a média paga no programa e é destinada as famílias compostos por duas pessoas ou mais.

A parcela de maior valor, ou seja, de R$ 375 só é paga a um pequeno grupo de mulheres chefes de famílias monoparentais. O programa foi pago no ano passado, porém, teve uma duração de nove meses.

Em 2020, o valor das cinco primeiras parcelas foi de R$ 600 e das últimas quatro de R$ 300. O benefício foi destinado aos trabalhadores que mais estavam sofrendo com os impactos gerados pela pandemia de Covid-19.

Diante da 2ª onda da doença e as restrições sociais mais severas o governo, após muita pressão dos parlamentares, decidiu pagar o auxílio emergencial 2021. Após essa decisão a aprovação do governo Bolsonaro voltou a subir.

Mesmo assim, após o anúncio da candidatura do ex-presidente Lula (PT), Bolsonaro está em baixa nas pesquisas de intenção de votos. Diante disso, o chefe do executivo tem realizado mais viagens pelo país para intensificar a sua campanha.

Porém, até o momento não tem surtido efeito. No último domingo (30), por exemplo, milhões de pessoas foram às ruas em movimentos contra o presidente e à favor da vacina.

Pensando nessa situação e nas eleições 2022 os apoiadores do atual presidente afirmam que para garantir a reeleição será necessário ampliar o valor do auxílio emergencial para R$ 400.

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Glaucia Alves
Gláucia Alves, formada em Letras-Inglês pela Universidade Federal Rural de Pernambuco (UFRPE). Foi professora por 8 anos. Em 2020 começou a trabalhar como corretora de redação. Atualmente, trabalha na equipe do portal FDR, produzindo conteúdo sobre economia e direitos da população brasileira, além de realizar consultoria de redação on-line.
×

Este cartão de crédito sem anuidade está selecionando pessoas para receber possível limite agora!

VER AGORA