Brasil registra 1 milhão de vagas de emprego com carteira assinada

Dados apurados pelo Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) apontaram que o Brasil conseguiu gerar um milhão de vagas de emprego nos últimos meses. Os postos de trabalho contam com assinatura na Carteira de Trabalho e Previdência Social (CTPS).

Brasil registra 1 milhão de vagas de emprego com carteira assinada
Brasil registra 1 milhão de vagas de emprego com carteira assinada. (Imagem: Sérgio Lima/Poder360)

O levantamento também apontou que o número de trabalhadores contratados superou o de demissões no mês passado, mesmo que a criação de novos empregos tenha sido 31% inferior em relação a março.

Os números apresentados pelo Ministério da Economia foram de 1.381.767 admissões contra 1.260.832 demissões, que juntos resultaram na geração de 120.935 postos de trabalho. 

As informações foram obtidas através da pesquisa mensal realizada pelo Caged, a qual foi divulgada pelo Ministério nesta quarta-feira, 26. Entre o período de janeiro a abril foram registradas 6.406.478 contratações e 5.448.589 demissões. Estes números representam um saldo de 957.889 empregos mantidos. 

Os principais empregos gerados foram no setor de serviços, através da criação de 57.610 postos de trabalho. No decorrer do mês de abril houveram 614.873 admissões contra 557.263 demissões apenas no neste setor. 

“Nós criamos 1 milhão de empregos nos últimos 4 meses de 2020 e já estamos nos aproximando de mais 1 milhão de novos empregos nos primeiros quatro meses do ano. O ritmo de criação de emprego continua, apesar do impacto em abril, quando as mortes atingiram o pico da segunda onda”, disse o ministro da Economia, Paulo Guedes.

Embora o destaque tenha ficado com o setor de serviços, logo atrás vem o de construção civil, com um crescimento de 0,93% no mês de abril, em comparação a março deste ano.

Ao analisar minuciosamente o cenário de cada unidade federativa, os Estados do Amapá, Alagoas, Sergipe e Rio Grande do Norte tiveram um resultado negativo diante de uma queda expressiva nos empregos formais. 

Porém, a região Centro-Oeste apresentou um saldo positivo de empregos com carteira assinada, com um percentual de 0,6% a mais em relação a março de 2020. Goiás e Mato Grosso do Sul estão no topo do ranking dos Estados da região que mais criaram postos de trabalho no mês passado.

Em meio a tantas novas oportunidades, também foi apurado o salário médio pago aos trabalhadores brasileiros contratados em abril. A quantia base ofertada é de R$ 1.855, 2,5% maior que o mês de março, embora ainda seja 5% inferior à média salarial registrada no mês de abril de 2020, que foi de R$ 1.952.

Ainda assim, o valor médio é superior ao salário mínimo implementado pelo Governo Federal através do reajuste anual, que atualmente é de R$ 1.100. A oferta para o ano que vem é de R$ 1.147 a R$ 1.155, incapaz de promover melhorias no poder de compra dos brasileiros. 

https://www.youtube.com/watch?v=CQ3zpGavK0s&t=78s

Você gostou deste conteúdo? AVALIE:

Avaliação média: 0
Total de Votos: 0

Brasil registra 1 milhão de vagas de emprego com carteira assinada

Laura Alvarenga
Laura Alvarenga é graduada em Jornalismo pelo Centro Universitário do Triângulo em Uberlândia - MG. Iniciou a carreira na área de assessoria de comunicação, passou alguns anos trabalhando em pequenos jornais impressos locais e agora se empenha na carreira do jornalismo online através do portal FDR.
×

Este cartão de crédito sem anuidade está selecionando pessoas para receber possível limite agora!

VER AGORA