BIP: Conheça programa de Paulo Guedes para gerar emprego e renda

Paulo Guedes, ministro da Economia, voltou a prometer novas medidas para flexibilização do mercado de trabalho e a inserção dos trabalhadores informais. Além dos programas BIP e BIQ (Bônus de Inclusão Produtiva e o de Qualificação), o ministro também falou sobre a carteira verde e amarela focada na formalização dos informais.

BIP: Conheça programa de Paulo Guedes para gerar emprego e renda
BIP: Conheça programa de Paulo Guedes para gerar emprego e renda (Imagem: Reprodução/PR)

“Estamos estudando, inclusive, Imposto de Renda negativo. Estamos desenvolvendo uma família de produtos para flexibilizar o mercado de trabalho e atacar o desemprego em massa de frente”, disse Guedes em um evento do BTG Pactual.

Segundo Guedes, as empresas já se mostraram interessadas em aderir ao BIP e ao BIQ. Programas que podem gerar, de acordo com projeções do governo, cerca de 2 milhões de novos empregos em poucos meses.

“Algumas empresas já estão conversando conosco e uma já pediu 20 mil e outra 30 mil. Muita gente querendo. É um sistema de treinamento e qualificação durante o trabalho. Isso dando certo, vamos para a carteira verde e amarela, para atacar o problema do desemprego informal”, disse.

O ministro elogiou novamente o BEm, programa que foi criado para manter os empregos através de acordos de redução salarial e suspensão de contratos. A equipe econômica afirma que o programa conseguiu preservar 11 milhões de postos de trabalho no ano passado.

Guedes conta também com um saldo positivo de criação de empregos formais no último mês.

Ele se mostrou novamente favorável a ideia de se utilizar o dinheiro oriundo das vendas das estatais para ampliar os programas sociais. E até mesmo para criar um novo programa de distribuição de renda.

“Se eu vender uma estatal, eu reduzo a dívida pública. Só que ninguém tem incentivo para vender. Então, que tal distribuir 20% para os mais pobres. Se der perspectiva de melhorar a distribuição de riqueza, quem sabe melhora o interessa na venda”.

Crescimento de 5%

Guedes afirmou, sem citar um ano específico, um crescimento de 5% na economia do Brasil e o impacto disto para uma diminuição nas despesas com a previdência social.

“O Brasil vai crescer 5% e vocês vão ver o ganho que vai haver na previdência, porque está programado, para quando o Brasil crescer, um ganho importante lá”.

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Paulo Amorim
Paulo Henrique Oliveira, formado em Jornalismo pela Universidade Mogi das Cruzes e em Rádio e TV pela Universidade Bandeirante de São Paulo, atua como do redator do portal FDR produzindo matérias sobre economia em geral e também como repórter do site Aparato do Entretenimento cobrindo o mundo da TV e das artes.
×

Este cartão de crédito sem anuidade está selecionando pessoas para receber possível limite agora!

VER AGORA