Inscrições abertas no Ceará Credi com empréstimos de até R$ 5 mil

O governo do Estado do Ceará abriu as inscrições para empréstimos de até R$ 5 mil. Esse valor é destinado aos microempreendedores e profissionais autônomos. O Ceará Credi tem como objetivo ajudar a enfrentar a crise gerada pela pandemia de Covid-19.

Inscrições abertas no Ceará Credi com empréstimos de até R$ 5 mil
Inscrições abertas no Ceará Credi com empréstimos de até R$ 5 mil (Imagem: divulgação/Governo do Ceará)

Os empréstimos disponibilizados no Ceará Credi variam entre R$ 500 e R$ 5 mil. O valor fornecido é de acordo com a atividade desempenhada e a capacidade de pagamento. Dessa maneira, as possibilidades são as seguintes:

  • Compra de mercadorias para revenda ou matéria-prima para produzir: R$ 500 a R$ 3 mil;
  • Investimento fixo: R$ 1 mil a R$ 5 mil.

Segundo o Governo do Estado do Ceará não será cobrada taxas e juros sobre o valor até o fim deste ano. O prazo para o pagamento e de carência será variável, conforme a finalidade do empréstimo:

Finalidade Prazo de pagamento Prazo de carência
Para capital de giro 4 a 9 meses 2 meses
Para investimento fixo 12 a 24 meses 4 meses

As inscrições para participar do programa iniciaram na última quinta-feira (20). O Ceará Credi irá beneficiar os microempreendedores e profissionais autônomos. Dessa maneira, também é incluso o agricultor familiar ou desempregado que pretende usar o valor do empréstimo para desenvolver a sua empresa ou negócio.

De acordo com o governo do Estado, o Ceará Credi terá um investimento de R$ 100 milhões. Com o intuito de que o programa seja positivo em todos os aspectos, também será fornecida formações sobre criação de empresas e empreendedorismo.

Como solicitar o empréstimo no Ceará Credi

As inscrições são feitas de forma online, por meio do site do programa Ceará Credi. Para participar é preciso às atividades a ser desenvolvidas estejam dentro das que são contempladas pelo programa do Estado. São elas:

  • Os pequenos comércios para venda de todo tipo de produto, podendo ter ponto fixo ou ser ambulante;
  • A produção de artesanato e de bens de consumo (como alimentos, roupas e acessórios);
  • A fabricação de utensílios e equipamentos simples;
  • A prestação de serviços autônomos de consertos e manutenção (eletricista, bombeiro hidráulico, pintura, pedreiro, marcenaria etc.),
  • Serviços na área da beleza, da saúde e outros.

Os cearenses que desejam abrir o próprio negócio precisarão, antes de terem o empréstimo liberado, passar pelo curso de Educação Financeira e Criação de Plano de Negócios. O curso é gratuito e oferecido pelo Estado a fim de orientar o pedido do crédito.

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Glaucia Alves
Gláucia Alves é formada em Letras-Inglês pela Universidade Federal Rural de Pernambuco (UFRPE). Atuou na área acadêmica durante 8 anos. Em 2020 começou a trabalhar como corretora de redação. Atualmente, trabalha na equipe do portal FDR, produzindo conteúdo sobre economia e direitos da população brasileira, onde já acumula anos de pesquisa e experiência. Além de realizar consultoria de redação on-line.