Voucher creche vai liberar crédito de R$ 250 em escolas particulares; veja detalhes

Pontos-chave
  • O Governo Federal quer liberar R$ 6 bilhões do Fundeb para bancar Voucher creche no setor privado;
  • Será repassado R$ 250 para as famílias contempladas pelo Novo Bolsa Família que tenham crianças de 0 a 3 anos de idade;
  • A expectativa é que sejam diminuídos os gastos com a educação, sem diminuir o investimento.

O Governo Federal quer liberar R$ 6 bilhões do Fundeb para bancar voucher creche no setor privado. Com isso, serão repassados R$ 250 para as famílias contempladas pelo Novo Bolsa Família que tenham crianças de 0 a 3 anos de idade.

Voucher creche vai liberar crédito de R$ 250 em escolas particulares; veja detalhes
Voucher creche vai liberar crédito de R$ 250 em escolas particulares; veja detalhes (Imagem: Pixabay)

O Voucher creche será destinado para que as famílias paguem a mensalidade em escolas particulares. Para isso, o recurso de R$ 250 será retirado do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica (Fundeb).

Segundo o ministro da Economia, Paulo Guedes, será preciso usar R$ 6 bilhões anuais para bancar essa nova despesa. A ideia é que com o Voucher creche as famílias possam colocar os filhos nas creches particulares e, assim, poderem retornar ao mercado de trabalho.

Em defesa da proposta apresentada pelo Governo Federal, o secretário especial de Fazenda do Ministério da Economia, Waldery Rodrigues, afirma que o Voucher creche não desvia os recursos destinados a educação.

Segundo Rodrigues, o Voucher creche tem como propósito priorizar a formação na primeira infância. Isso porque, há falta de creches públicas nos municípios ou de quantidade de vagas para esse público. Sendo assim, com o repasse desse valor será possível sanar esse déficit.

Para exemplificar, o secretario apresenta dados do censo da educação básica. No documento, o déficit de creches para famílias com renda mensal de até meio salário mínimo está pouco acima de 2 milhões de vagas.

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE
OPORTUNIDADE
imagem do cartão
Você foi selecionado para ter um cartão de crédito, sem anuidade hoje mesmo.
Faça sua aplicação!
277 pessoas solicitando no momento...

Porém, essa medida vai contra ao que é determinado na Constituição Federal. No documento é afirmado que na falta de vagas nas redes públicas de ensino é obrigatório o investimento na expansão da rede.

Em defesa de sua proposta, o ministro Guedes afirma que a ideia não é acabar com a educação pública. O intuito é fornecer bolsas de estudos no ensino privado bancados pelo Governo Federal.

Com isso, a expectativa é que sejam diminuídos os gastos com a educação, sem diminuir o investimento. Além disso, irá, de acordo com o governo, ampliar a eficiência do atendimento as crianças de 0 a 3 anos de idade.

Voucher creche x Auxílio creche

No ano passado, o presidente Jair Messias Bolsonaro (sem partido) já havia falado de anexar um auxílio creche no valor de R$ 52 no Bolsa Família. Assim como a nova proposta, a ideia era que as famílias usassem esse valor para colocar seus filhos em creches Particulares.

Essa medida faz parte das ações estudadas para a ampliação do Novo Bolsa Família. Essa ampliação foi anunciada pelo Chefe do Executivo, após cancelar os benefícios Renda Brasil e Renda Cidadã.

Voucher creche não é suficiente

Após o governo anunciar um possível auxílio creche de R$ 52, a UOL realizou uma pesquisa com famílias de bairros periféricos do Estado de São Paulo para verificar o valor das mensalidades de creches particulares.

Voucher creche vai liberar crédito de R$ 250 em escolas particulares; veja detalhes
Voucher creche vai liberar crédito de R$ 250 em escolas particulares; veja detalhes ( Marcelo Camargo/Agência Brasil)

Na pesquisa foi constatado que as mensalidades de creches particulares, nas regiões populares, variam de R$ 500 a R$ 1.500. O valor varia, conforme a modalidade de ensino. Dessa maneira, a menor mensalidade corresponde a meio período e o maior para o período integral.

Diante disso, a parcela de R$ 250 só pagará 50% do valor da mensalidade de uma creche de meio período. Porém, já é bem maior do que a primeira proposta apresentada pelo Governo de R$ 52, que só era capaz de comprar um livro.

A expectativa é que o governo realize parcerias com escolas particulares, a fim de oferecer descontos. Diante disso, será possível matricular as crianças contempladas pelo Bolsa Família.

Propostas para o Novo Bolsa Família

  • Ampliação da média paga, passando de R$ 192 para R$ 250;
  • Ampliação no número de beneficiários do Bolsa Família (atualmente 14,6 milhões de famílias, em situação de extrema pobreza e pobreza, recebem o benefício);
  • Voucher creche de R$ 250 ao mês;
  • Auxílio-creche mensal de R$ 52 por criança;
  • Auxílio-creche de R$ 200 para mães;
  • Ajuda financeira de R$ 52 para as famílias carentes com crianças de até cinco anos;
  • Bolsa mensal de R$ 100 para alunos destaques em ciência e tecnologia ou em atividades esportivas;
  • Prêmio anual de R$ 200 para os melhores estudantes;
  • Prêmio anual de R$ 1 mil para alunos destaques em ciência e tecnologia ou em atividades esportivas.

Glaucia Alves
Gláucia Alves, formada em Letras-Inglês pela Universidade Federal Rural de Pernambuco (UFRPE). Foi professora por 8 anos. Em 2020 começou a trabalhar como corretora de redação. Atualmente, trabalha na equipe do portal FDR, produzindo conteúdo sobre economia e direitos da população brasileira, além de realizar consultoria de redação on-line.