Auxílio emergencial 2021: Quando você fará saques e transferências em maio?

Pontos-chave
  • Nova rodada do auxílio emergencial começa próxima semana;
  • Governo autoriza saque em espécie para grupo específico;
  • Segurados do Bolsa Família têm calendário diferenciado.

Governo federal permanece autorizando saques do auxílio emergencial para grupo específico. Encerrados os depósitos da primeira parcela do coronavoucher, os brasileiros passaram a ter acesso ao benefício em espécie. No entanto, uma nova rodada está prestes a começar incluindo ainda os segurados do Bolsa Família.

Auxílio emergencial 2021: Quando você fará saques e transferências em maio? (Imagem: Marcos Rocha/ FDR)
Auxílio emergencial 2021: Quando você fará saques e transferências em maio? (Imagem: Marcos Rocha/ FDR)

A liberação do auxílio emergencial está entre os assuntos mais citados na imprensa nacional. Após meses em debates e confrontos, o governo federal finalmente concedeu uma nova rodada do benefício, ofertada desta vez durante quatro meses, entre abril e agosto.

Valores do auxílio emergencial

Diante dos cortes orçamentários determinados pelo presidente Jair Bolsonaro, o benefício foi reajustado em seu valor máximo de R$ 1.200 (ofertado em 2020) para o teto de R$ 375. A quantia mínima disponibilizada atualmente é de R$ 150 para famílias compostas por apenas uma pessoa.

Já a média, que envolve mais de 20 milhões de brasileiros, é de R$ 250, destinada exclusivamente para as famílias de baixa renda e profissionais autônomos desempregados.

Por fim, a mensalidade máxima de R$ 375 fica apenas para as mães de família solteiras que comprovem não ter fonte fixa de renda.

Regras de concessão do auxílio emergencial 2021

Este ano, para ter acesso ao benefício é preciso prioritariamente ter sido cadastrado na chamada de 2020. Isso implica dizer que os brasileiros demitidos entre dezembro do ano passado e abril desse ano não terão acesso as mensalidades.

Atualmente a concessão vem sendo feita para aqueles que:

  • tenha recebido o auxílio emergencial em 2020
  • seja trabalhador informal ou beneficiário do Bolsa Família
  • tenha renda familiar mensal de até três salários mínimos (R$ 3.300) ter renda familiar por pessoa de até meio salário mínimo (R$ 550)

Ainda dentro dos critérios acima o governo vem excluindo os segurados que:

  • Receba outros benefícios: previdenciário, assistencial, trabalhista ou de programa de transferência de renda federal (as exceções são abono-salarial e Bolsa Família)
  • Quem recebeu, em 2019, rendimentos tributáveis acima de R$ 28.559,70 (por exemplo, se a soma do seu salário em 2019 foi acima desse valor. Veja aqui o que são rendimentos tributáveis);
  • Quem tinha, até 31 de dezembro de 2019, a posse ou a propriedade de bens ou direitos (como imóveis ou terra) no valor total acima de R$ 300.000,00;
  • Tenha recebido, em 2019, rendimentos isentos, não tributáveis ou tributados exclusivamente na fonte, com soma maior que R$ 40.000,00;
  • Tenha sido incluído, no ano de 2019, como dependente de alguém que declarou o IR nas condições acima;
  • Seja estagiário, residente médico ou residente multiprofissional recebendo bolsa de estudo da Capes, CNPq ou de outras bolsas de estudo concedidas por órgão público municipal, estadual, distrital ou federal;
  • Presos em regime regime fechado ou com CPF vinculado ao auxílio-reclusão;
  • Menores de 18 anos (com exceção de mães adolescentes);
  • Residentes no exterior;
  • Pessoas com indicativo de óbito ou com CPF ligado a pensão por morte de qualquer natureza;
  • Quem teve o auxílio emergencial e auxílio emergencial residual cancelados;
  • Quem não movimentou os valores depositados anteriormente na conta poupança social da caixa.
Auxílio emergencial 2021: Quando você fará saques e transferências em maio? (Imagem: Marcos Rocha/ FDR)
Auxílio emergencial 2021: Quando você fará saques e transferências em maio? (Imagem: Marcos Rocha/ FDR)

Calendário de pagamento do auxílio emergencial 2021

Até este momento o governo encerrou os depósitos, via Caixa Tem, de todos os aprovados na primeira parcela. Isso implica dizer que mais de 40 milhões de brasileiros foram contemplados com os valores em suas contas poupanças digitais.

Atualmente, o cronograma em validação é de liberação da quantia em espécie. Neste caso, o sujeito passa a ter direito de sacar o benefício de sua conta no caixa tem e pode ainda fazer transferências bancárias.

Já no próximo dia 16 será iniciada a rodada de depósitos da segunda mensalidade. A ordem de pagamento é determinada de acordo com as datas de aniversário. Por fim, é válido ressaltar que os segurados do Bolsa Família também vêm sendo contemplados, porém sob o calendário original do projeto.

Calendário de depósito do auxílio emergencial 2021

Nascidos em Depósito
Parcela 1 Parcela 2  Parcela 3  Parcela 4
Janeiro 6 de abril 16 de maio 20 de junho 23 de julho
Fevereiro 9 de abril 19 de maio 23 de junho 25 de julho
Março 11 de abril 23 de maio 25 de junho 28 de julho
Abril 13 de abril 26 de maio 27 de junho 1º de agosto
Maio 15 de abril 28 de maio 30 de junho 3 de agosto
Junho 18 de abril 30 de maio 4 de julho 5 de agosto
Julho 20 de abril 2 de junho 6 de julho 8 de agosto
Agosto 22 de abril 6 de junho 9 de julho 11 de agosto
Setembro 25 de abril 9 de junho 11 de julho 15 de agosto
Outubro 27 de abril 11 de junho 14 de julho 18 de agosto
Novembro 28 de abril 11 de junho 14 de julho 20 de agosto
Dezembro 29 de abril 16 de junho 21 de julho 22 de agosto

Calendário de saque e transferências do auxílio emergencial 2021

Nascidos em Saques ou transferências
Parcela 1 Parcela 2 Parcela 3 Parcela 4
Janeiro 30 de abril 8 de junho 13 de julho 13 de agosto
Fevereiro 3 de maio 10 de junho 15 de julho 17 de agosto
Março 4 de maio 15 de junho 16 de julho 19 de agosto
Abril 5 de maio 17 de junho 20 de julho 23 de agosto
Maio 6 de maio 18 de junho 22 de julho 25 de agosto
Junho 7 de maio 22 de junho 27 de julho 27 de agosto
Julho 10 de maio 24 de junho 29 de julho 30 de agosto
Agosto 11 de maio 29 de junho 30 de julho 1º de setembro
Setembro 12 de maio 1º de julho 4 de agosto 3 de setembro
Outubro 13 de maio 2 de julho 6 de agosto 6 de setembro
Novembro 14 de maio 5 de julho 10 de agosto 8 de setembro
Dezembro 17 de maio 8 de julho 12 de agosto 10 de setembro

Calendário do auxílio emergencial para inscritos no Bolsa Família

Dígito final NIS Depósito
NIS final 1 16 de abril 18 de maio 17 de junho 19 de julho
NIS final 2 19 de abril 19 de maio 17 de junho 19 de julho
NIS final 3 20 de abril 20 de maio 21 de junho 21 de julho
NIS final 4 22 de abril 21 de maio 22 de junho 22 de julho
NIS final 5 23 de abril 24 de maio 23 de junho 23 de julho
NIS final 6 26 de abril 25 de maio 24 de junho 26 de julho
NIS final 7 27 de abril 26 de maio 25 de junho 27 de julho
NIS final 8 28 de abril 27 de maio 28 de junho 28 de julho
NIS final 9 29 de abril 28 de maio 29 de junho 29 de julho
NIS final 0 30 de abril 31 de maio 30 de junho 30 de julho

 

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Eduarda Andrade
Maria Eduarda Andrade é mestranda em ciências da linguagem na Universidade Católica de Pernambuco, formada em Jornalismo pela mesma instituição. Enquanto pesquisadora, atua na área de políticas públicas, economia criativa e linguística, com foco na Análise Crítica do Discurso. No mercado de trabalho, passou por veículo impresso, sendo repórter do Diario de Pernambuco, além de assessorar marcas nacionais como Devassa, Heineken, Algar Telecom e o Grupo Pão de Açúcar. Atualmente, dedica-se à redação do portal FDR.
×

Este cartão de crédito sem anuidade está selecionando pessoas para receber possível limite agora!

VER AGORA