Herdeiros podem receber FGTS ou PIS/Pasep de familiar que faleceu?

Os dependentes de um falecido ou herdeiros, como também são chamados, passam a ter alguns direitos como o recebimento de benefícios que seriam pagos ao titular de direito. É o caso do FGTS e do PIS/Pasep

Herdeiros podem receber FGTS ou PIS/Pasep de familiar que faleceu?
Herdeiros podem receber FGTS ou PIS/Pasep de familiar que faleceu? (Imagem: FDR)

No entanto, muitos herdeiros não têm conhecimento sobre o direito específico a estes benefícios, isso porque, o benefício mais comum a ser concedido em situações como essa é a pensão por morte do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS).

Por isso, vale ressaltar que tanto o Fundo de Garantia por Tempo de Serviço (FGTS) quanto o abono salarial do Programa de Integração Social (PIS) e Programa de Formação do Patrimônio do Servidor Público (Pasep), ficam disponíveis para saque por herdeiros caso o trabalhador venha a óbito. 

Embora a retirada destes valores não seja tão simples assim. É preciso que os herdeiros reúnam uma série de documentos capazes de comprovar tanto a morte do trabalhador, quanto o parentesco com o falecido. 

O direito ao saque do FGTS e PIS/Pasep de um ente querido falecido, é regido pelo Artigo 1º da Lei nº 6.858, de 1980, bem como no Artigo 666 do Código de Processo Civil (CPC). As normas mencionadas dispõem sobre a autoridade dos herdeiros em resgatar quantias deixadas pelo trabalhador falecido.

Para isso, é preciso que estes herdeiros, denominados de dependentes em processos específicos, estejam devidamente habilitados na Previdência Social.

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE
OPORTUNIDADE
imagem do cartão
Você foi selecionado para ter um cartão de crédito, sem anuidade hoje mesmo.
Faça sua aplicação!
277 pessoas solicitando no momento...

Caso estes herdeiros não estejam registrados no órgão mencionado, é possível requerer o saque dos benefícios através de um alvará judicial. O documento permite a retirada dos valores independente da existência de um inventário elaborado pelo falecido. 

No geral, para solicitar o FGTS e o PIS/Pasep, é preciso que os herdeiros se dirijam até uma agência da Caixa Econômica Federal (CEF) para efetuar o saque em espécie. Neste momento, é preciso apresentar a seguinte documentação:

  • Documento de identificação do sacador;
  • Número de inscrição PIS/PASEP/NIS;
  • Carteira de Trabalho do titular falecido;
  • Cópia autenticada das atas das assembléias que comprovem a eleição, eventuais reconduções e término do mandato, quando se tratar de diretor não empregado;
  • Declaração de dependentes habilitados ao recebimento de pensão fornecida por Instituto Oficial de Previdência Social, ou alvará judicial indicando os sucessores do trabalhador falecido;
  • Certidão de Nascimento ou carteira de identidade e CPF dos dependentes menores, para abertura de caderneta de poupança.

É importante lembrar que a Medida Provisória (MP) 946, de 2020, extinguiu o Fundo PIS/Pasep. Desta forma, todos os valores foram transferidos para contas individuais no FGTS na titularidade de cada trabalhador, neste caso, o falecido.

Ressaltando que no caso específico do Pasep, que é pago pelo Banco do Brasil (BB) aos servidores públicos, os valores agora passar a ser retirados diretamente na Caixa Econômica.

Por fim, vale dizer que aqueles herdeiros devidamente habilitados perante a Previdência Social, não precisam se preocupar com todos os trâmites e documentação mencionados. Basta fazer a retirada do dinheiro através da conta bancária em nome do falecido.

Laura Alvarenga
Laura Alvarenga é graduada em Jornalismo pelo Centro Universitário do Triângulo em Uberlândia - MG. Iniciou a carreira na área de assessoria de comunicação, passou alguns anos trabalhando em pequenos jornais impressos locais e agora se empenha na carreira do jornalismo online através do portal FDR.