Governo de SP antecipa calendário de vacina da COVID-19 para mais de 60 anos

Mudanças no calendário de vacina contra a covid-19, beneficiam idosos com faixa etária especifica. Nessa semana, diversas cidades de São Paulo passaram a antecipar a imunização para as pessoas entre 60 e 62 anos. Inicialmente a aplicação das doses para este grupo só ocorreria a partir desta quinta-feira (06), mas já começou em alguns municípios. Acompanhe.

Governo de SP antecipa calendário de vacina da COVID-19 para mais de 60 anos (Imagem: Reprodução/Folha Uol)
Governo de SP antecipa calendário de vacina da COVID-19 para mais de 60 anos (Imagem: Reprodução/Folha Uol)

Enquanto o país registra mais de 400 mil mortes pelo novo coronavírus, os governos estaduais lutam contra o tempo para garantir a ampliação no cronograma de vacina.

Em São Paulo, os idosos entre 60 e 62 anos tiveram a imunização antecipada. Cidades como Franco da Rocha, Santo André e São Caetano do Sul deram inicio a campanha para este grupo.

Agendamento da vacinação em SP por região

Mesmo sob determinação do governo estadual, a população deve ficar atenta aos informes de suas cidades. Cada prefeitura vem solicitando a realização do agendamento para assim otimizar as filas de aplicação da vacina.

Em Franco da Rocha os idosos acima dos 60 começaram a ser medicados já nesse sábado (01). Já em Santo André e São Caetano no Sul, estão sendo convocados para marcar o horário de aplicação da primeira dose.

Barueri, Caieiras, Cotia e São Bernardo do Campo também iniciaram a imunização nessa faixa etária. Já em Diadema, o adiantamento do calendário de vacinação vem ocorrendo de forma gradual.

Nessa segunda-feira (3) a aplicação foi destinada para quem tinha 62 anos, nesta terça-feira (04) 61 anos e na quarta (5) para os idosos de 60 anos ou mais.

Demais cidades que adiantaram a vacinação para idosos de 62 anos:

  • Mauá
  • Ribeirão Pires
  • Vargem Grande Paulista

Pronunciamento do governo estadual

Diante da mudança nos cronogramas, a Secretaria Estadual da Saúde informou, através de uma nota, que está enviando a mesma quantidade de vacinas para a primeira e segunda dose do grupo.

“O Governo de São Paulo encaminha as remessas de primeira e segunda dose da vacina contra a Covid-19 considerando as estatísticas populacionais de cada faixa previstas pelo Ministério da Saúde, com quantitativos idênticos em ambas as entregas para que seja concluída a imunização das pessoas. Todas as grades de vacinas são enviadas a cada local em tempo oportuno. Cabe às Prefeituras utilizar as vacinas de acordo com os critérios técnicos e públicos, ou seja, devem respeitar as faixas etárias e/ou grupos estipulados bem como o intervalo de tempo de aplicação entre doses (até 28 dias para a vacina do Butantan e até 12 semanas para a da Fiocruz)” disse a nota.

Eduarda AndradeEduarda Andrade
Maria Eduarda Andrade é mestranda em ciências da linguagem na Universidade Católica de Pernambuco, formada em Jornalismo pela mesma instituição. Enquanto pesquisadora, atua na área de políticas públicas, economia criativa e linguística, com foco na Análise Crítica do Discurso. No mercado de trabalho, passou por veículo impresso, sendo repórter do Diario de Pernambuco, além de assessorar marcas nacionais como Devassa, Heineken, Algar Telecom e o Grupo Pão de Açúcar. Atualmente, dedica-se à redação do portal FDR.