Alesp aprova o Bolsa do Povo com parcelas de R$ 500 criado por Doria

A Assembleia Legislativa de São Paulo (Alesp) aprovou o Bolsa do Povo. A proposta foi apresentada pelo governador João Doria. O programa prevê o pagamento de parcelas que variam entre R$ 100 e R$ 500.

Alesp aprova o 'Bolsa do Povo' com parcelas de R$ 500 criado por Doria
Alesp aprova o Bolsa do Povo com parcelas de R$ 500 criado por Doria (Imagem: Sergio Andrade/Governo do Estado de São Paulo/Agência Brasil)

O Bolsa do Povo foi aprovado na última quinta-feira (29) na Alesp, por 65 votos contra 6. Esse será a unificação de benefícios já existentes. Sendo assim, será unificado o Auxílio Desemprego, Renda Cidadã, Bolsa-Auxílio Via Rápida, Ação Jovem, Bolsa Talento Esportivo e o Aluguel Social.

De acordo com o governo do Estado, o programa Bolsa do Povo irá custar R$ 1 bilhão aos cofres públicos. Para financiar tal despesa, R$ 400 milhões serão retirados da Secretaria de Desenvolvimento Econômico e Educação e do Centro Paula Souza. Os outros R$ 600 milhões virão do cofre estadual.

O Auxílio Desemprego será renomeado para Bolsa Trabalho. Esse deve gerar até 20 mil oportunidades de empregos para os paulistanos. O responsável pelo andamento desse programa será o vice-governador do Estado, Rodrigo Garcia (DEM).

A ideia é que o Bolsa Trabalho contrate 20 mil pais e mães de estudantes matriculados nas escolas públicas. Esses irão trabalhar quatro horas diárias, porém, a jornada pode ser menor. A atuação será na rede estadual de ensino, com uma remuneração de R$ 500.

O Renda Cidadã será ampliado, sendo assim, passará de parcelas de R$ 80 para R$ 100. O governo do Estado também pretende ampliar o número de beneficiários. Dessa maneira, será o programa que mais irá contemplar os paulistas.

Outro programa a ser ampliado será o Ação Jovem. Esse é destinado aos jovens de famílias com renda per capita de até meio salário mínimo. A ideia é aumentar o número de beneficiários, com base nos critérios definidos.

O Aluguel Social também fará parte do Bolsa do Povo. Esse benefício vida fornecer ajuda financeira para a locação de imóveis. Com isso, é beneficiado aqueles que não possuem moradia própria e não têm condições financeiras de bancar tal despesa.

Por fim, o governo irá contribuir com os atletas, por meio de bolsas de incentivo ao esporte. Dessa maneira, será repasso um valor a esses profissionais. O governo não informou o valor e o número de beneficiários.

Glaucia AlvesGlaucia Alves
Gláucia Alves, formada em Letras-Inglês pela Universidade Federal Rural de Pernambuco (UFRPE). Foi professora por 7 anos. Esse ano começou a trabalhar como redatora e como corretora de redação. Atualmente, trabalha na equipe do portal FDR e realiza consultoria de redação on-line.