Programa Brasil na Escola abre inscrições nacionais; como funciona?

Voltado ao incentivo à aprendizagem e à permanência na escola, estão abertas as inscrições para o Programa Brasil na Escola. A adesão deve ser feita por estados e municípios. Entenda melhor a iniciativa!

Programa Brasil na Escola abre inscrições nacionais; como funciona?
Programa Brasil na Escola abre inscrições nacionais; como funciona? (Imagem: Reprodução/Tânia Rêgo/Agência Brasil)

Lançado no mês de março, o programa deve ter como prioridade:

  • As escolas que possuem os índices mais baixos do IDEB (Índice de Desenvolvimento da Educação Básica);
  • As que possuem estudantes inscritos no Programa Bolsa Família.

O que é o Programa Brasil na Escola?

O programa foi elaborado segundo três eixos:

  1. Apoio técnico e financeiro às escolas, a ideia é destinas a cada dois anos R$ 200 milhões de reais para as escolas públicas brasileiras;
  2. Valorização de boas práticas, também a cada dois anos serão destinados às escolas R$ 50 milhões, valor que deve ser distribuído entre 10 mil instituições de ensino;
  3. Inovação, investimento e formação sobre o ensino fundamental para que seja possível a realização de projetos inovadores. A ideia é atender a 54 escolas, que devem perceber R$ 100 mil anualmente por cinco anos.

Todas essas ações serão adotadas para minimizar a evasão escolar e incentivar o aprendizado dos estudantes brasileiros da rede pública, sobretudo os que estão nas séries finais do ensino fundamental.

O programa vai ser realizado com colaboração dos estados, Distrito Federal e municípios.

Adesão ao programa

A adesão é voluntária e deve ser feita pela secretaria de educação estadual ou municipal diretamente no site da Simec.

Lembrando que a adesão ao programa não isenta os governos (estaduais ou municipais) das responsabilidades previstas na Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional.

“Para estudantes e para professores, a adesão ao programa significará mais recursos na escola, tanto do ponto de vista financeiro como apoio técnico-pedagógico para as equipes escolares. Portanto, não deixe de cobrar o gestor municipal e o gestor estadual para fazerem a adesão ao programa”, afirmou o diretor Nacional de Educação Básica, do Ministério da Educação, Helber Ricardo Vieira.

Ressaltamos ainda que a assistência financeira prevista no programa está condicionada à disponibilidade dos recursos deve deve respeitar o cronograma previsto para cada eixo.

Fique bem informado, acompanhe a editoria de carreiras do FDR .

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Jamille Novaes
Jamille Pereira Novaes é graduada em Letras Vernáculas pela Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia (UESB), pós-graduada em Gestão da Educação pelo Centro Universitário Maurício de Nassau (UNINASSAU). Como professora de Língua Portuguesa, já atuou no ensino fundamental I e II. Atualmente, trabalha como professora de Língua Portuguesa no ensino técnico e redatora da editoria de carreiras do portal FDR. Jamille utiliza sua experiência na área da educação para cobrir notícias sobre cursos, vestibulares, empregos e concursos.