Itaú e Nubank têm erro no sistema PIX; vale a pena usar o TED ou DOC?

Na segunda-feira (12), clientes do Itaú e Nubank relataram problemas para utilizar o sistema Pix. Os serviços foram retomados posteriormente. Diante de problemas como este, os clientes podem encontrar alternativas de uso, como TED ou DOC.

Itaú e Nubank têm erro no sistema PIX; vale a pena usar o TED ou DOC?
Itaú e Nubank têm erro no sistema PIX; vale a pena usar o TED ou DOC? (Imagem: Yura Fresh/Unsplash)

Diante desta falha encontrada, os bancos recomendaram que os usuários realizassem transferências TED via celular ou Pix por meio de ligação telefônica. Os serviços foram restabelecidos na tarde do mesmo dia. As instituições se desculparam pelo ocorrido.

Os clientes do Itaú tiveram dificuldades para acessar o sistema Pix pelo aplicativo da instituição. Por conta disso, a instituição orientou que o cliente tentasse efetuar a transferência mais tarde.

O Itaú chegou a excluir o botão do Pix da tela inicial do aplicativo. No entanto, permaneceu com o atalho na página de transações. Ao tocar nesta opção, aparecia a mensagem que o Pix estava disponível.

No caso do Nubank, o aplicativo da finech informava que o Pix estava fora do ar. Também foram identificados problemas para receber dinheiro de outros bancos. Como alternativa, havia a sugestão de realizar transferências por TED. Pela rede social, o Nubank tinha indicado que o sistema passava por oscilação.

TED ou DOC como alternativas para transferências

Ao lidar com problemas como estes, os usuários podem encontrar alternativas para realizar transferências, como o TED e o DOC. Estes dois são modalidades de transferência de dinheiro oferecido por diversas instituições financeiras.

O TED possibilita que o dinheiro caia na conta no mesmo dia, caso seja realizado antes das 17h. Além disso, esta modalidade permite transferências maiores que R$ 5 mil. No casso do DOC, o valor cai no dia seguinte, mas pode levar mais tempo se for feito após às 22h. O valor máximo é de R$ 4.999,99.

Na conta do Nubank, os clientes contam com TEDs gratuitos e ilimitados para qualquer instituição bancária. Não há custo para a operação. A conta da fintech também recebe transferência via DOC.

Os clientes do Itaú contam com estas duas opções de transferências, mas com tarifas. Segundo a tabela de tarifas avulsas do banco, estes são os valores cobrados para pessoa física:

  • Transferência por meio de DOC (via agência/telefone – atendimento pessoal) — R$ 15,50 por documento
  • Transferência por meio de TED (via agência/telefone – atendimento pessoal) — R$ 15,50 por documento
  • Transferência por meio de DOC (via caixa eletrônico, telefone – atendimento eletrônico) — R$ 8,50 por documento
  • Transferência por meio de TED (via caixa eletrônico, telefone – atendimento eletrônico) — R$ 8,50 por documento
  • Transferência por meio de DOC (via internet) — R$ 8,50 por documento
  • Transferência por meio de TED (via internet) — R$ 8,50 por documento
  • Transferência por meio de DOC/TED agendado – (via agência / via telefone – atendimento pessoal) — R$ 15,50 por documento
  • Transferência por meio de DOC/TED agendado – (via telefone – atendimento eletrônico / caixa eletrônico) — R$ 8,50 por documento
  • Transferência por meio de DOC/TED agendado – (via internet) — R$ 8,50 por documento

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Silvio Souza
Silvio Suehiro Souza é formado em Comunicação Social - Jornalismo pela Universidade de Mogi das Cruzes (UMC). Desde 2019 dedica-se à redação do portal FDR, onde tem acumulado experiência e vasto conhecimento na área ligada a economia, finanças e investimentos. Além disso, Silvio produz análises sobre produtos e serviços financeiros, sempre prezando pela imparcialidade e informações confiáveis.