Vacinação da COVID-19 em drive-thru fica suspensa em SP; saiba o motivo

A vacinação da COVID na forma de drive-thru está suspensa temporariamente no município de São Paulo. A desativação desses postos é devido à queda na demanda. Sendo assim, será restabelecida na nova rodada de vacinação.

Vacinação da COVID-19 em drive-thru fica suspensa em SP; saiba o motivo
Vacinação da COVID-19 em drive-thru fica suspensa em SP; saiba o motivo (Imagem: Reprodução/Prefeitura de SP)

O anúncio da suspensão da vacinação da COVID nos postos de drive-thru foi informado na plataforma Vacina Sampa. Mesmo sem esse recurso, a campanha de vacinação não será prejudicada.

Isso porque, as 468 Unidades Básicas de Saúde (UBS), 17 Serviços de Atenção Especializada e os Centros de Saúde continuarão realizando a vacinação da COVID, conforme o calendário estabelecido pelo município.

O fechamentos dos postos de drive-thru será de forma temporária. Segundo a Secretaria Municipal de Saúde, os postos serão reabertos assim que as vacinas para próxima faixa-etária forem recebidas.

A suspensão dos pontos de vacinação da COVID é devido à queda na demanda. Isso porque, até o momento, já foram vacinados 93,8% dos idosos entre 65 e 69 anos. Dessa maneira, as equipes que atendiam nos drive-thru serão remanejadas para as outras unidades que a campanha continuará a funcionar.

Com isso, os profissionais irão atuar no reforço ao atendimento dos paulistas em toda a rede da Secretaria Municipal da Saúde. A idade mínima, para a população receber a dose do imunizante, é de 68 anos de idade.

De acordo com o secretário municipal de Saúde, Edson Aparecido, a capital paulista já imunizou 94% dos idosos com 68 anos.

Essa faixa é o grupo prioritário, porém, a capital também está imunizando os profissionais de saúde a partir dos 52 anos de idade.

Além disso, a aplicação das doses está atendendo as pessoas em situação de rua, trabalhadores de cemitérios públicos e privados e trabalhadores no atendimento direto a vulneráveis da Secretaria Municipal de Assistência e Desenvolvimento Social e da Secretaria de Direitos Humanos e Cidadania.

A campanha de vacinação do município de São Paulo também está imunizando os cremadores, condutores dos veículos de cemitérios públicos e privados, população indígena e quilombolas.

Outros grupos também podem receber as doses do imunizante, como pessoas maiores de idade que possuem deficiência e que vivem em Residências Inclusivas institucionalizadas. Assim como, idosos a partir dos 60 anos que moram em instituições de longa permanência.

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Glaucia Alves
Gláucia Alves é formada em Letras-Inglês pela Universidade Federal Rural de Pernambuco (UFRPE). Atuou na área acadêmica durante 8 anos. Em 2020 começou a trabalhar como corretora de redação. Atualmente, trabalha na equipe do portal FDR, produzindo conteúdo sobre economia e direitos da população brasileira, onde já acumula anos de pesquisa e experiência. Além de realizar consultoria de redação on-line.