Crédito consignado aumenta valor da margem para 40% após ordem de Bolsonaro

Nesta terça-feira, 30, o presidente Jair Bolsonaro sancionou o texto que dispõe sobre o aumento da margem para 40% do crédito consignado. A previsão é para que o documento seja publicado ainda hoje no Diário Oficial da União (DOU).

Crédito consignado aumenta valor da margem para 40% após ordem de Bolsonaro
Crédito consignado aumenta valor da margem para 40% após ordem de Bolsonaro. (Foto: FDR)

O atual percentual do crédito consignado que, a princípio, perdeu a validade no mês de janeiro, agora passa a vigorar até o dia 31 de dezembro de 2021. Sendo assim, destes 40% que permitem o comprometimento da renda, 5% são voltados ao cartão de crédito consignado.

Na oportunidade, especialistas alegam que o aumento na margem do crédito consignado resultou na inadimplência de uma quantidade significativa de idosos. Lembrando que no ano passado, a maior parcela dos brasileiros inadimplentes eram aqueles com idade igual ou superior a 60 anos

Neste sentido, o Ministério da Economia informou que, “o objetivo dessa Medida Provisória era possibilitar que beneficiários do regime geral da Previdência Social, tivessem maior acesso à modalidade de crédito consignado, que possui juros menores quando comparado a outras linhas de crédito disponíveis às pessoas físicas”.

Em nota, a pasta ainda diz que a urgência agregada à decisão de ampliar a margem do crédito consignado se refere aos impactos econômicos da pandemia da Covid-19, sobretudo perante os beneficiários do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS).

Em complemento, o Ministério da Economia ainda disse que a medida se trata de uma sugestão proveniente de dados apurados pelo Banco Central do Brasil correspondente ao período de julho de 2020.

Estes indicam que a tarifa média de juros do crédito consignado destinado aos beneficiários do INSS corresponde a 1,6% ao mês. Enquanto isso, o crédito pessoal sem consignação se elevou para 5,1% ao mês.

“Soma-se a este fato que, ao longo da pandemia da Covid-19, a concessão de crédito consignado aos beneficiários do INSS apresentou crescimento de 27,6% em julho de 2020 (R$ 8,5 bilhões) em relação a janeiro do mesmo ano”, declarou-se em nota.

Observe a seguir, um breve resumo das simulações da margem de consignado.

  • Benefício de R$ 1.110,00 = a margem aumenta de R$ 330,00 para R$ 385,00;
  • Benefício de R$ 2.000,00 = a margem aumenta de R$ 600,00 para R$ 700,00;
  • Benefício de R$ 3.000,00 = a margem aumenta de R$ 900,00 para R$ 1.050,00;
  • Benefício de R$ 4.000,00 = a margem aumenta de R$ 1.200,00 para R$ 1.400,00;
  • Benefício de R$ 5.000,00 = a margem aumenta de R$ 1.500,00 para R$ 1.750,00;
  • Benefício de R$ 6.433,57 = a margem aumenta de R$ 1.9307,00 para R$ 2.252,75.

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Laura Alvarenga
Laura Alvarenga é graduada em Jornalismo pelo Centro Universitário do Triângulo em Uberlândia - MG. Iniciou a carreira na área de assessoria de comunicação, passou alguns anos trabalhando em pequenos jornais impressos locais e agora se empenha na carreira do jornalismo online através do portal FDR, onde pesquisa e produz conteúdo sobre economia, direitos sociais e finanças.