Salário mínimo 2021 de SC oferece diferentes valores; entenda divisão em categorias de trabalho

Novidades para o servidor do estado de Santa Catarina. Na última semana, o governador, Carlos Moisés (PSL) informou que estará reajustando o valor do salário mínimo. A medida já foi sancionada e passa a valer imediatamente. O aumento teve uma alteração de 5,45% fazendo com que os pisos variem entre R$ 1.281,00 e R$ 1.467,00 a depender da faixa de renda.

publicidade
Salário mínimo 2021 de SC oferece diferentes valores; entenda divisão em categorias de trabalho (Foto: Google)
Salário mínimo 2021 de SC oferece diferentes valores; entenda divisão em categorias de trabalho (Foto: Google)

Após reuniões e debates com a equipe econômica do estado, o governador de Santa Catarina aprovou a Lei Complementar nº 771/2021 que permite um reajuste no salário mínimo. Os novos valores já foram publicados no Diário Oficial da União e passarão a ser válidos já nos pagamentos de março.

De acordo com o texto do projeto, o salário ficará dividido em 4 categorias: R$ 1.281 (primeira faixa), R$ 1.329 (segunda faixa), R$ 1.404 (terceira faixa) e R$ 1.467 (quarta faixa). O reajuste considerará o retroativo de 1 de janeiro de 2021, o que significa que na primeira parcela ainda haverá novos acréscimos.

publicidade

Categorias que pertencem a cada faixa salarial

É importante ficar atento, pois a correção do salário foi feita com base nas faixas de renda salarial dos servidores. Como mencionado, há quatro grupos de pagamentos, organizados da seguinte forma:

Na primeira faixa:

  • agricultura e na pecuária;
  • indústrias extrativas e beneficiamento;
  • empresas de pesca e aquicultura;
  • empregados domésticos;
  • indústrias da construção civil;
  • indústrias de instrumentos musicais e brinquedos;
  • estabelecimentos hípicos; e
  • empregados motociclistas, motoboys, e do transporte em geral, com exceção dos motoristas.

Segunda faixa:

  • indústrias do vestuário e calçado;
  • indústrias de fiação e tecelagem;
  • indústrias de artefatos de couro;
  • indústrias do papel, papelão e cortiça;
  • empresas distribuidoras e vendedoras de jornais e revistas e empregados em bancas, vendedores ambulantes de jornais e revistas;
  • empregados da administração das empresas proprietárias de jornais e revistas;
  • empregados em empresas de comunicações e telemarketing; e
  • indústrias do mobiliário.

Terceira faixa:

publicidade
  • indústrias químicas e farmacêuticas;
  • indústrias cinematográficas;
  • indústrias da alimentação;
  • empregados no comércio em geral; e
  • empregados de agentes autônomos do comércio.

Quarta faixa:

Clique aqui e aperte o botão "Seguir" para você ser o primeiro a receber as últimas informações sobre este assunto no seu celular!

  • indústrias metalúrgicas, mecânicas e de material elétrico;
  • indústrias gráficas;
  • indústrias de vidros, cristais, espelhos, cerâmica de louça e porcelana;
  • indústrias de artefatos de borracha;
  • empresas de seguros privados e capitalização e de agentes autônomos de seguros privados e de crédito;
  • edifícios e condomínios residenciais, comerciais e similares, em turismo e hospitalidade;
  • indústrias de joalheria e lapidação de pedras preciosas;
  • auxiliares em administração escolar (empregados de estabelecimentos de ensino);
  • empregados em estabelecimento de cultura;
  • empregados em processamento de dados;
  • empregados motoristas do transporte em geral;
  • empregados em estabelecimentos de serviços de saúde.
publicidade

 

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!