Renda de inscritos no Bolsa Família tem redução de 62% com novo auxílio emergencial   

Quem recebe o Bolsa Família terá a renda troca pelo pagamento do auxílio emergencial. Dessa maneira, 14 milhões de famílias passarão, a partir de abril, a receber as parcelas do auxílio. Com isso, a renda será diminuída em 62,2%.

Renda de inscritos no Bolsa Família tem redução de 62% com novo auxílio emergencial   
Renda de inscritos no Bolsa Família tem redução de 62% com novo auxílio emergencial   (Imagem: Reprodução/Google)

A queda na renda dos inscritos no Bolsa Família se deve ao baixo valor repassado no auxílio emergencial 2021. Diferente do ano passado, as parcelas terão um valor variável, entre R$ 150 e R$ 375, conforme a composição familiar.

Em 2020 o governo pagou cinco parcelas de R$ 600 e quatro de R$ 300. As mães chefes de famílias monoparentais receberão o dobro do valor. Além disso, era permitido até duas pessoas da família receber o auxílio emergencial.

Para este ano, a acumulação de pagamentos não será permitida. Isso porque o programa terá uma limitação de gastos de R$ 44 bilhões, definida na PEC Emergencial. Com isso, o quantitativo de beneficiários precisou ser reduzido.

O auxílio emergencial de 2020 contemplou mais de 68 milhões de pessoas. O programa foi criado para ajudar os brasileiros a enfrentar os impactos gerados pela pandemia de Covid-19. Diante disso, as parcelas foram repassadas para:

  • Trabalhadores informais;
  • Autônomos;
  • Desempregados;
  • Microempreendedores Individuais;
  • Beneficiários do Bolsa Família.

Porém, com os recursos limitados, o governo só irá contemplar as famílias que recebem o Bolsa Família e os trabalhadores informais. Além disso, não serão aceitos novos cadastros e, portanto, apenas quem recebeu no ano passado poderá ser contemplado agora.

As novas parcelas serão de R$ 150 para que mora sozinho, R$ 250 para as famílias compostas por mais de um integrante e R$ 375 para as mulheres chefes de família monoparental. É importante lembrar, nesse contexto, que a média paga no Bolsa Família é de R$ 186.

Diante disso, as famílias que recebem do Bolsa Família um valor superior ao que iria receber no auxílio emergencial, continuará recebendo o de maior valor. A expectativa é que o auxílio seja mais vantajosos para 73,7% dos inscritos no Bolsa.

Após uma alta na renda dos brasileiros, devido ao pagamento do auxílio emergencial, a expectativa é que haja uma redução de 62%. Já que o valor maior a ser recebido será de R$ 375. De acordo com o governo, a média paga no novo auxílio será de R$ 250.

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Glaucia Alves
Gláucia Alves, formada em Letras-Inglês pela Universidade Federal Rural de Pernambuco (UFRPE). Foi professora por 8 anos. Em 2020 começou a trabalhar como corretora de redação. Atualmente, trabalha na equipe do portal FDR, produzindo conteúdo sobre economia e direitos da população brasileira, além de realizar consultoria de redação on-line.
×

Este cartão de crédito sem anuidade está selecionando pessoas para receber possível limite agora!

VER AGORA