Para receber o auxílio emergencial de 2021 é preciso se inscrever no Cadastro Único?

Pontos-chave
  • Ao longo das próximas semanas, o governo federal dará início ao cronograma de pagamentos do coronavoucher 2021;
  • O cadastro único funciona como um banco de dados onde o governo federal consegue ter acesso a todos os informes de renda da população;
  • Nesta rodada, o pagamento será liberado para quem já foi contemplado em 2020.

Segurados do auxílio emergencial precisam verificar seus dados. Ao longo das próximas semanas, o governo federal dará início ao cronograma de pagamentos do coronavoucher 2021. A extensão do benefício foi aprovada e contará com um investimento total de R$ 44 bilhões. A seguir, saiba quais as obrigatoriedades para ter acesso as mensalidades.

Para receber o auxílio emergencial de 2021 é preciso se inscrever no Cadastro Único?
Para receber o auxílio emergencial de 2021 é preciso se inscrever no Cadastro Único? (Imagem: FDR)

Uma nova rodada do auxílio emergencial está prestes a começar e a população precisa ficar atenta aos informes.

Para reduzir o número da folha orçamentária, o governo federal aplicou uma série de edições na MP que determina a regras de concessão do pagamento. Entre as determinações já anunciadas, é preciso ter registro no Cadastro Único.

Cadúnico e auxílio emergencial

O cadastro único funciona como um banco de dados onde o governo federal consegue ter acesso a todos os informes de renda da população em situação de vulnerabilidade social.

Uma vez em que a concessão do auxílio é justamente para quem está desempregado, a inclusão na plataforma para ter acesso ao benefício passa a ser um pré requisito.

Outra observação importante é que o ministério da cidadania já informou que só terá direito ao pagamento quem foi contemplado pelo auxílio em 2020. Isso significa dizer que o registro no CadÚnico passa a ser obrigatório, tendo em vista que o pagamento passado só ocorreu para quem teve o cadastro aprovado.

De modo geral, a população deve ficar atenta para atualizar os informes. Qualquer mudança de renda, endereço, etc., deve ser informada na plataforma que fica responsável pela triagem do auxílio.

Regras de inclusão do auxílio emergencial 2021

Nesta rodada, o pagamento será liberado para quem já foi contemplado em 2020. Porém, será preciso ainda seguir os requisitos listados abaixo:

  • famílias com renda total de até três salários mínimos por mês, desde que a renda por pessoa seja inferior a meio salário mínimo;
  • Segurados do Bolsa Família cujo salário mensal não seja maior que R$ 250 ou R$ 375;
  • Não tenha vínculo empregatício;
  • Não tenha tido rendimentos tributáveis acima de R$ 28.559,70 em 2019 ou rendimentos isentos acima de R$ 40 mil naquele no mesmo ano;
  • Não possua bens de valor superior a R$ 300 mil fim de 2019;
  • Estão vetados os residentes médicos, multiprofissionais, beneficiários de bolsas de estudo, estagiários e similares.

Valor das parcelas

No que diz respeito aos pagamentos, o governo criou três categorias de faixa de renda. A divisão objetiva segurar diferentes grupos levando em consideração a situação familiar de cada um deles.

  • Famílias vão receber R$ 250;
  • Uma família monoparental, dirigida por uma mulher, vai receber R$ 375;
  • Pessoas que moram sozinhas vão receber R$ 150.

Calendário de pagamento

Por fim, no que diz respeito aos cronogramas, até o momento só a confirmação das datas dos segurados do Bolsa Família. Para os demais, a Caixa Econômica Federal estará liberando o calendário até a última semana de março.

A previsão da primeira parcela é abril e a da última ficou para agosto.

Calendário de pagamento da primeira parcela do auxílio emergencial pelo Bolsa Família
Número final do NIS Datas de pagamento
NIS 1 16 de abril de 2021
NIS 2 19 de abril de 2021
NIS 3 20 de abril de 2021
NIS 4 22 de abril de 2021
NIS 5 23 de abril de 2021
NIS 6 26 de abril de 2021
NIS 7 27 de abril de 2021
NIS 8 28 de abril de 2021
NIS 9 29 de abril de 2021
NIS 0 30 de abril de 2021
Calendário de pagamento da segunda parcela do auxílio emergencial pelo Bolsa Família:
Número final do NIS Datas de pagamento
NIS 1 18 de maio de 2021
NIS 2 19 de maio de 2021
NIS 3 20 de maio de 2021
NIS 4 21 de maio de 2021
NIS 5 24 de maio de 2021
NIS 6 25 de maio de 2021
NIS 7 26 de maio de 2021
NIS 8 27 de maio de 2021
NIS 9 28 de maio de 2021
NIS 0 31 de maio de 2021
Calendário de pagamento da terceira parcela do auxílio emergencial pelo Bolsa Família:
Número final do NIS Datas de pagamento
NIS 1 17 de junho de 2021
NIS 2 18 de junho de 2021
NIS 3 21 de junho de 2021
NIS 4 22 de junho de 2021
NIS 5 23 de junho de 2021
NIS 6 24 de junho de 2021
NIS 7 25 de junho de 2021
NIS 8 28 de junho de 2021
NIS 9 29 de junho de 2021
NIS 0 30 de junho de 2021
Calendário de pagamento da quarta parcela do auxílio emergencial pelo Bolsa Família:
Número final do NIS Datas de pagamento
NIS 1 19 de julho de 2021
NIS 2 20 de julho de 2021
NIS 3 21 de julho de 2021
NIS 4 22 de julho de 2021
NIS 5 23 de julho de 2021
NIS 6 26 de julho de 2021
NIS 7 27 de julho de 2021
NIS 8 28 de julho de 2021
NIS 9 29 de julho de 2021
NIS 0 30 de julho de 2021

Gostou do conteúdo? Siga @fdrnoticias no Instagram e FDR.com.br no Facebook para ver as últimas notícias que impactam diretamente no seu bolso e nos seus direitos.

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Lila Cunha
Lila Cunha é formada em jornalismo pela Universidade de Mogi das Cruzes (UMC). Atua como repórter especial para o portal FDR. É responsável por selecionar as informações abordadas e garantir o padrão de qualidade das notícias veiculadas. Além disso, trabalha com apuração de hard news desde 2019, cobrindo o universo econômico em escala nacional.