Após 6 anos taxa Selic sobe para 2,75% com ordem do BC

O Comitê de Política Monetária (Copom) do Banco Central decidiu de forma unânime nesta quarta,17, elevar a taxa básica de juros da economia, Selic, em 0,75 ponto percentual, para 2,75% ao ano. Esta é a primeira elevação da Selic desde julho de 2015, quando a taxa passou de 13,75% para 14,25% ao ano.

 Após 6 anos taxa Selic sobe para 2,75% com ordem do BC
Após 6 anos taxa Selic sobe para 2,75% com ordem do BC (Imagem: Reprodução/Google)

O Banco Central deixou em aberto um possível novo aumento no mesmo patamar para a próxima reunião que está marcada para daqui 45 dias.

Caso as projeções se confirmem, os juros básicos da economia alcançarão 3,50% ao ano, o maior patamar desde maio de 2020, quando estavam em 3,75%.

Os juros se encontravam na mínima histórica de 2% ao ano, desde agosto de 2020, ainda em meio aos impactos econômicos da covid-19 no país e no exterior. Até o reajuste determinado ontem, foram quatro reuniões do Copom sem anúncio de reajuste.

Na avaliação do BC, os indicadores divulgados nos últimos dias, em especial o Produto Interno Bruto (PIB) do quarto trimestre do ano passado, mostram recuperação “consistente” da economia.

Porém, ainda não representam os impactos da explosão na quantidade de casos e mortes provocadas pela covid-19, com sistemas de saúde em todo o país entrando em colapso.

“Essas leituras, entretanto, ainda não contemplam os possíveis efeitos do recente aumento no número de casos de covid-19. Prospectivamente, a incerteza sobre o ritmo de crescimento da economia permanece acima da usual, sobretudo para o primeiro e segundo trimestres deste ano”, explica o Copom.

A decisão do Copom já era esperada pelos analistas desde a última reunião, quando na ocasião o Banco Central realizou uma alteração importante no comunicado que geralmente divulgava logo depois das reuniões, retirando um termo técnico chamado “forward guidance”. 

Na prática, era como se o Copom removesse a promessa de não elevar os juros, abrindo a possibilidade de um reajuste caso as condições da economia corroborassem para esse movimento, o que veio a acontecer de fato.

Os juros são utilizados pelo Banco Central como uma ferramenta para tentar controlar a inflação ou tentar incentivar a economia. De forma geral, quando a inflação está alta, o BC sobe os juros para diminuir o consumo e forçar a queda dos preços.  quando a inflação está baixa, o BC derruba os juros para incitar o consumo.

Você gostou deste conteúdo? AVALIE:

Avaliação média: 0
Total de Votos: 0

Após 6 anos taxa Selic sobe para 2,75% com ordem do BC

Paulo Amorim
Paulo Henrique Oliveira, formado em Jornalismo pela Universidade Mogi das Cruzes e em Rádio e TV pela Universidade Bandeirante de São Paulo, atua como do redator do portal FDR produzindo matérias sobre economia em geral e também como repórter do site Aparato do Entretenimento cobrindo o mundo da TV e das artes.
×

Este cartão de crédito sem anuidade está selecionando pessoas para receber possível limite agora!

VER AGORA