Fase vermelha do plano SP vai trazer prejuízo de R$ 11 bilhões ao comércio

A partir deste sábado (6), o governo de São Paulo anunciou que todo o estado passará para a fase vermelha do Plano SP. Por conta dessa mudança, a FecomércioSP estima que o varejo estadual possa ter uma perda média de R$ 11 bilhões.

Fase vermelha do plano SP vai trazer prejuízo de R$ 11 bilhões ao comércio
Fase vermelha do plano SP vai trazer prejuízo de R$ 11 bilhões ao comércio (Imagem: Rovena Rosa/Agência Brasil)

Inicialmente a reclassificação do Plano São Paulo valerá por duas semanas, com a possibilidade de prorrogação. A decisão do governo paulista acontece após o aumento considerável de casos, internações e mortes causadas pelo coronavírus.

Segundo a FecomércioSP, caso a reclassificação permaneça durante todo o mês de março, o comércio varejista pode ter uma perda média de R$ 11 milhões.

Este valor seria semelhante aos impactos mensurados de recuo médio mensal de abril e maio do ano passado. Estes meses foram os mais críticos da pandemia no ano passado. A Federação ainda estima que a capital paulista poderia ter uma perda média R$ 6 bilhões no mês de março.

A Entidade entende que o comércio formal não é o responsável pela proliferação do novo coronavírus, pois a flexibilização das regras de funcionamento desse setor existe desde agosto em diversas regiões de São Paulo.

A FecomércioSP também ressalta que auxiliou desde o início da pandemia na construção dos protocolos sanitários para clientes e empregados.

Além disso, A entidade destaca que ajudou a informar e orientar permanentemente os empresários de sua base sobre a necessidade de cumprir todas as regras previstas pelas autoridades.

A Federação argumenta que, sem a fiscalização constante e intensiva das atividades clandestinas, a regressão de fase não será eficaz. A entidade ressalta que essas atividades são os principais fatores de disseminação do vírus.

A fase vermelha do Plano SP

A reclassificação do Plano SP valerá por, pelo menos, até dia 19 de março. Diante da mudança para a fase vermelha, somente os serviços essenciais poderão funcionar normalmente.

Já os comércios e serviços não essenciais somente poderão atender em esquema de retirada na porta, drive-thru e pedidos por telefone ou internet.

A medida determina que as Academias, salões de beleza, restaurantes, cinemas, teatros, shoppings, lojas de rua, concessionárias, escritórios e parques deverão ficar totalmente fechados ao público. O toque de restrição valerá entre 20h e 5h.

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Silvio Souza
Silvio Suehiro Souza é formado em Comunicação Social - Jornalismo pela Universidade de Mogi das Cruzes (UMC). Desde 2019 dedica-se à redação do portal FDR, onde tem acumulado experiência e vasto conhecimento na área ligada a economia, finanças e investimentos. Além disso, Silvio produz análises sobre produtos e serviços financeiros, sempre prezando pela imparcialidade e informações confiáveis.