Governador do Rio de Janeiro aprova auxílio emergencial de R$300 em todo estado

Moradores do Rio de Janeiro contarão com novo suporte financeiro ofertado pelo estado. Nessa semana, o governador do RJ, Cláudio Castro, sancionou a lei que consolida a criação de um auxílio emergencial regional. A proposta prevê a liberação de mensalidades no valor de R$ 300 para a população de baixa renda e cria também uma linha de R$ 50 mil em crédito.

Governador do Rio de Janeiro aprova auxílio emergencial de R$300 em todo estado (Imagem: Google)
Governador do Rio de Janeiro aprova auxílio emergencial de R$300 em todo estado (Imagem: Google)

Ainda sem previsão exata sobre quando o governo federal passará a conceder as parcelas do auxílio emergencial federal, o governo do Rio de Janeiro se antecipou e criou seu próprio programa de transferência de renda.

O Supera Rio foi sancionado nessa terça-feira (03) e passará a operar ao longo das próximas semanas.

Mensalidades para os mais pobres

O valor do auxílio para quem está nos critérios mínimos de renda é de R$ 300 por família. A ideia é que sejam concedidos pagamentos de R$ 200 com um adicional de R$ 50 por filho, sendo este limitado a duas crianças por residência.

De acordo com o governador, o benefício deverá ser pago até o fim deste ano, mesmo com a concessão do auxílio emergencial. Terá direito de receber todos aqueles que comprovarem ter uma renda igual ou menor que R$ 100 por mês.

“O Estado não vai deixar desamparado aqueles que mais precisam neste momento. A parceria com a Alerj mostra a união do trabalho para chegarmos a quem precisa. Este é o Governo do povo!”, escreveu Castro em uma rede social após a sanção do projeto.

É importante ressaltar que quem recebe o Bolsa Família não estará incluso na proposta, tendo em vista que o programa não funcionará de forma acumulativa.

“Serão priorizadas para concessão do benefício as pessoas responsáveis por crianças de 0 a 15 anos de idade“, ressalta o texto do projeto.

Linha de crédito para microempreendedores

O mesmo texto informa ainda a concessão de uma linha de crédito de até R$ 50 mil para os microempreendedores individuais, cooperativas e profissionais autônomos.

Cada CNPJ terá direito de fazer uma solicitação de crédito, tendo um prazo de pagamento de até 24 meses e 6 meses de carência desde a data de validação do serviço.

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Eduarda Andrade
Maria Eduarda Andrade é mestranda em ciências da linguagem na Universidade Católica de Pernambuco, formada em Jornalismo pela mesma instituição. Enquanto pesquisadora, atua na área de políticas públicas, economia criativa e linguística, com foco na Análise Crítica do Discurso. No mercado de trabalho, passou por veículo impresso, sendo repórter do Diario de Pernambuco, além de assessorar marcas nacionais como Devassa, Heineken, Algar Telecom e o Grupo Pão de Açúcar. Atualmente, dedica-se à redação do portal FDR, onde já acumula anos de experiência e pesquisas sobre economia popular e direitos sociais.