Caixa Trabalhador: Consulte PIS/PASEP e seguro desemprego usando o mesmo app

Pontos-chave
  • Conheça o aplicativo Caixa Trabalhador;
  • Confira o passo a passo de como acessar a plataforma;
  • Veja informações atualizadas sobre os dois benefícios.

A Caixa Econômica Federal criou um aplicativo em que possibilita a consulta a benefícios como o abono PIS/Pasep e o seguro desemprego na mesma plataforma. O aplicativo Caixa Trabalhador é gratuito para aparelhos eletrônicos com sistema operacional Android e Ios.

Caixa Trabalhador: Consulte PIS/PASEP e seguro desemprego usando o mesmo app
Caixa Trabalhador: Consulte PIS/PASEP e seguro desemprego usando o mesmo app (Imagem: Google)

O aplicativo Caixa Trabalhador autoriza o acesso ao calendário de pagamentos, consulta as parcelas liberadas, confirma o pagamento e confere o seu extrato sem que você precise sair de casa. Todos os serviços estão a alguns cliques de distância.

Entre as vantagens de usar a plataforma está a facilidade, uma vez que a Caixa trabalhou nas melhorias de navegabilidade e usabilidade, tornando a navegação muito mais fácil e intuitiva. Através do aplicativo é possível consultar quais parcelas já foram liberadas.

Por meio da Calculadora do Abono, é possível simular cada benefício a receber de acordo com o salário informado e meses trabalhados no exercício referente.

Outra vantagem é referente à comodidade. A plataforma possui um sistema que identifica a agência da Caixa mais próxima de você. Como mencionado, permite o acompanhamento do calendário de pagamentos do seu benefício e de informações relativas às Cotas do PIS.

É possível acessar também a previsão dos próximos pagamentos e sintonizar a função agendamento de benefícios na própria agenda do celular para lembrete das datas de recebimento.

Passo a passo para usar o aplicativo Caixa Trabalhador

Quem ainda não possui o aplicativo Caixa Trabalhador no celular pode baixá-lo através da lojinha do sistema Android ou iOs.

O próximo passo é realizar um cadastro inicial, onde o usuário deverá preencher com os dados pessoais como CPF, nome completo, data de nascimento, um e-mail válido e criar uma senha de acesso.

Caso o usuário possua algum App da CAIXA que utiliza o login.caixa, como FGTS, Habitação Caixa e Caixa Tem, não é necessário realizar esse cadastro inicial.

De toda forma, vale lembrar que a senha é pessoal e intransferível. Ou seja, não pode ser compartilhada, sob hipótese alguma, com terceiros ou desconhecidos para evitar a possibilidade de fraudes envolvendo seus dados.

Após o cadastramento, o usuário fica apto a acessar todos os serviços oferecidos pelo aplicativo Caixa Trabalhador.

Caixa Trabalhador: Consulte PIS/PASEP e seguro desemprego usando o mesmo app
Caixa Trabalhador: Consulte PIS/PASEP e seguro desemprego usando o mesmo app (Imagem: Google)

Falando em PIS/Pasep, vale lembrar que o calendário de pagamentos do abono foi adiantado neste ano em decorrência do novo coronavírus. Por isso, ele ficou assim:

  • PIS
Nascidos em Data do pagamento Recebem até
Julho 16 de julho de 2020 30 de junho de 2021
Agosto 18 de agosto de 2020 30 de junho de 2021
Setembro 15 de setembro de 2020 30 de junho de 2021
Outubro 14 de outubro de 2020 30 de junho de 2021
Novembro 17 de novembro de 2020 30 de junho de 2021
Dezembro 15 de dezembro de 2020 30 de junho de 2021
Janeiro e fevereiro 19 de janeiro de 2021 30 de junho de 2021
Março e abril 11 de fevereiro de 2021 30 de junho de 2021
Maio e junho 17 de março de 2021 30 de junho de 2021
  • Pasep
Final da inscrição Data do pagamento Recebem até
0 16 de julho de 2020 30 de junho de 2021
1 18 de agosto de 2020 30 de junho de 2021
2 15 de setembro de 2020 30 de junho de 2021
3 14 de outubro de 2020 30 de junho de 2021
4 17 de novembro de 2020 30 de junho de 2021
5 19 de janeiro de 2021 30 de junho de 2021
6 e 7 11 de fevereiro de 2021 30 de junho de 2021
8 e 9 17 de março de 2021 30 de junho de 2021

Vale lembrar, porém, que só recebe o abono aqueles que receberam, em média, dois salários mínimos mensais com carteira assinada e exerceram a atividade remunerada por ao menos 30 dias em 2019.

Além disso, é necessário estar inscrito no Pis/Pasep há ao menos cinco anos e estar com os seus dados cadastrais atualizados pelo empregador na Relação Anual de Informações Sociais (Rais) ou eSocial, de acordo com a categoria da empresa.

Já o seguro desemprego, não teve regras alteradas por causa da pandemia. Porém, uma informação divulgada pelo Ministério da Economia se destacou em relação ao mês de janeiro: as solicitações desse tipo de benefício apresentaram uma baixa no primeiro mês deste ano. De acordo com os dados, houve uma redução de 16%.

De acordo com o relatório, o total de pedidos para o benefício foi de 477.807, no mês passado, contra os demais 569.239 registrados em janeiro de 2020. Já em janeiro de 2019 o número tinha sido de 586.411.

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Isabela Veríssimo
Isabela Veríssimo é jornalista formada pela Universidade Católica de Pernambuco (UNICAP) com passagens por redações, desde 2016, como o Diario de Pernambuco, Jornal do Commercio e Rede Globo. Atualmente dedica-se à redação de economia do portal FDR.