Banco Central aumenta limite para transferências por PIX a partir de março

A partir deste mês, os usuários do PIX poderão transferir valores mais altos através da solução de pagamentos. Este aumento vem de uma alteração feita pelo Banco Central que elevou os limites máximos do PIX e os deixou iguais aos da transferência eletrônica direta (TED) e do limite de cartão de débito. 

Banco Central aumenta limite para transferências por PIX a partir de março
Banco Central aumenta limite para transferências por PIX a partir de março (Imagem: Marcello Casal Jr/Agência Brasil)

Estes pontos fazem parte dos critérios estabelecidos pelo BC que determinou o limite de valores nas transações via PIX.

Até o último domingo, 28, ao utilizar o PIX para contas de mesma titularidade ou de outras pessoas, o limite dessa transferência era de 50% do teto oferecido para fazer uma TED (que pode ter variação de uma instituição para outra).

Já no caso das compras, passa a valer o limite máximo do cartão de débito. Até o momento, as instituições financeiras determinavam o teto de envio do PIX baseado no percentual do limite diário e mensal para a TED ou para a compra no cartão de débito.

A movimentação máxima através da solução de pagamentos permanece sendo definida pela instituição financeira baseada o horário, no dia da semana, o canal utilizado e a titularidade da conta. Tudo isso tem o objetivo de assegurar a segurança do usuário. 

De acordo com o BC, os valores máximos continuarão a ser determinados pelos bancos, o que mudou foi a compatibilidade do limite com as quantias fixadas para a TED e a compra no débito.

O BC disse também que a partir de abril, os clientes vão poder controlar os limites do PIX através do app de sua instituição financeira. Até o momento, o correntista só pode personalizar os limites para a TED e o cartão de débito.

O correntista pode solicitar quando quiser a mudança nos limites atuais de movimentação. Caso queira reduzir, a instituição financeira fica obrigada a aceitar o pedido no mesmo momento. Já o aumento do limite fica a critério da instituição, após avaliação do perfil do cliente.

Gostou do conteúdo? Siga @fdrnoticias no Instagram e FDR.com.br no Facebook para ver as últimas notícias que impactam diretamente no seu bolso e nos seus direitos.

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Paulo Amorim
Paulo Henrique Oliveira é formado em Jornalismo pela Universidade Mogi das Cruzes e em Rádio e TV pela Universidade Bandeirante de São Paulo. Atua como redator do portal FDR, onde já cumula vasta experiência e pesquisas, produzindo matérias sobre economia, finanças e investimentos.