Rede Habib’s vai encerrar trabalhos? Atitude das lojas confunde clientes

As lojas do Habib’s amanhecerem com uma placa de “Passa o ponto” na fachada, no início da semana. A atitude fez com que os clientes questionassem se a rede de restaurantes vai fechar ou se a medida é uma ação de marketing. No primeiro momento, a empresa não se pronunciou oficialmente.

Rede Habib's vai encerrar trabalhos? Atitude das lojas confunde clientes
Rede Habib’s vai encerrar trabalhos? Atitude das lojas confunde clientes. (Imagem: Reprodução/ Twitter)

Nas redes sociais, perfis oficiais do Habib’s deram algumas pistas. A ação faz parte de uma campanha de marketing, que terá mais detalhes divulgados nesta semana, segundo informações do mercado. A campanha deve contar com influenciadores para divulgação de um novo serviço digital.

Ação de marketing da rede Habib’s

Nas redes sociais, a marca passou a responder questionamentos dos usuários com mensagens como “O que será que vai vir por aí?”. Além disso, na faixa de “Passo o ponto” há um número de Whatsapp com DDD 11. O contato leva a uma resposta automática com a seguinte mensagem:

“Olá, obrigado pelo envio. Neste momento todos nossos operadores estão ocupados. Assim que possível entramos em contato. Obrigado!”. A especulação também gerou repercussão no Twitter. Uma usuária afirmou que uma atendente de Belo Horizonte disse não saber do que se tratava o anúncio.

Ontem (24), a rede de fast food divulgou o novo programa de fidelidade, o Habibers: “Por você e para você, a gente passa todos os pontos”. A campanha foi veiculada em vídeo nas plataformas digitais. A marca vai usar o aplicativo para que os clientes juntem pontos e os troquem por produtos.

A rede Habib’s começou os trabalhos em 1992 e hoje atua com mais de 400 restaurantes espalhados pelo Brasil. Na pandemia, a estratégia foi lançar esfirras, kibes e sobremesas congeladas para que as pessoas possam comer a qualquer hora e lugar, além de aprimorar o delivery.

A rede Ragazzo, do mesmo grupo, também passou a vender alimentos congelados. Ao todo, são 12 centros de produção e distribuição para milhões de esfirras e coxinhas vendidas no país. No ano passado, a empresa também lançou um kit infantil com menos calorias.

Segundo o Habib’s, o tíquete médio de uma venda sem o kit é de 52,14 reais, com ele passa a ser de 89,76 reais, o que representa um aumento de 72,15%.

Você gostou deste conteúdo? AVALIE:

Avaliação média: 0
Total de Votos: 0

Rede Habib’s vai encerrar trabalhos? Atitude das lojas confunde clientes

Mônica Chagas
Mônica Chagas Ferreira é mestranda em Letras pela Universidade Estadual de Maringá (UEM) e formada em Jornalismo pela Universidade Estadual de Londrina (UEL). Como pesquisadora, estuda Análise do Discurso na perspectiva foucaultiana, contemplando relações de saber, poder e política presentes na mídia. Enquanto jornalista, já atuou em rádios e veículos impressos. Atualmente trabalha como assessora de comunicação e redatora do FDR.
×

Este cartão de crédito sem anuidade está selecionando pessoas para receber possível limite agora!

VER AGORA