Bolsa Família congelado! 137 MIL famílias fazem inscrição em SP, mas não são incluídas

Aceitação do Bolsa Família em São Paulo é congelada. Na última semana, o prefeito Bruno Covas (PSDB) revelou que há mais de 137 mil famílias paulistanas que aguardam a aprovação para receber os salários do BF. De acordo com ele, não há justificativas para que esse grupo seja barrado do projeto. Entenda o papel do governo federal nesse processo.

Bolsa Família congelado! 137 MIL famílias fazem inscrição em SP, mas não são incluídas (Imagem: Reprodução/Google)
publicidade

A candidatura de novos segurados do Bolsa Família tem sido um problema em várias regiões do Brasil.

Enquanto no Nordeste e em São Paulo há milhares de famílias com o pedido barrado, em regiões como no Mato Grosso do Sul estão sendo aceitos mais do que o previsto pelo ministério da cidadania.

Bolsa Família congelado em São Paulo

De acordo com a denuncia feita por Covas, cerca de 137 mil famílias estão com o pedido de aceite barrado. Todas, garantiu o gestor, se adequam as regras de concessão do Bolsa Família, mas ainda assim não obtiveram resposta do governo federal.

Os dados da prefeitura paulistana revelam que desde abril de 2020 não são aceitos novos segurados. Na contrapartida, cerca de 9 mil famílias foram excluídas desde setembro. Nesse momento, a capital conta com 471.084 cadastros aprovados.

Congelamento do Bolsa Família no Nordeste

Além de São Paulo, há outras regiões onde o programa está travado. Na última semana, o governo da Bahia afirmou que além da falta de aceitação de novos segurados, há ainda milhares de baianos sendo cortados do programa sem justificativas.

Em Pernambuco, a situação é similar, tendo o número de cortes maior do que a inclusão de novas famílias que também não vem sendo realizada. É importante ressaltar que, desde o início da gestão do presidente Jair Bolsonaro o portal da transferência ocultou os dados de manutenção do Bolsa Família.

Em resposta, o Ministério da Cidadania garantiu que desde abril de 2020 o programa passou a receber mais que 14 milhões de cadastros.

Nesse momento, os gestores federais trabalham para garantir a proposta de reformulação do programa que almeja, entre outras coisas, aumentar o valor dos salários e alterar as regras de concessão.

Para acompanhar todas as informações do Bolsa Família fique de olho em nossa página exclusiva do projeto.

Eduarda AndradeEduarda Andrade
Maria Eduarda Andrade é mestranda em ciências da linguagem na Universidade Católica de Pernambuco, formada em Jornalismo pela mesma instituição. Enquanto pesquisadora, atua na área de políticas públicas, economia criativa e linguística, com foco na Análise Crítica do Discurso. No mercado de trabalho, passou por veículo impresso, sendo repórter do Diario de Pernambuco, além de assessorar marcas nacionais como Devassa, Heineken, Algar Telecom e o Grupo Pão de Açúcar. Atualmente, dedica-se à redação do portal FDR.